01/04/2016

Dois temas depois de longa ausência (e nenhum é Sporting)

1. Comprei ontem a caderneta da Panini e estou indignado. Desde o Euro 88 que me vejo "da cor dos gatos" para montar aquele quarteto de cromos que constituem uma foto da equipa completa, sabem quais são? Colava-se o primeiro, o segundo parecia perfeito, o terceiro já tinha que se sobrepor ao segundo, o quarto para entrar era um pesadelo. Mas era um pesadelo mítico. A Panini não só acabou com isso como introduziu a figura do meio-cromo. Inaceitável...

2. Ao ver os cromos escolhidos pela Panini dei por mim a pensar nos 23 para o Euro. Na caderneta, por exemplo, não consta Adrien, que me parece um indiscutível. E consta Miguel Veloso que dificilmente irá ao Euro.

Para se fazer uma lista há que olhar para o esquema em que joga Fernando Santos. Creio que Fernando Santos tem o modelo que de facto mais potencia os jogadores que tem à disposição; mas creio também que anda a desperdiçar alguns recursos, nomeadamente Nani (e a não convocação de Pizzi não se compreende). Por exemplo, André Gomes naquela posição não tem lugar, mas no meio seria outra conversa. Naquele 4x4x2 em que no meio-campo há dois médios no centro e dois alas (não extremos), João Mário é indiscutível numa ala, eu creio que a outra deveria ser de Nani (começou como médio interior e é um jogador que taticamente oferece garantias) tendo Pizzi como alternativa para qualquer das vagas. A frente ficaria para CR com Danny ou Rafa (sabendo que Danny tem rendido muito pouco na seleção, provavelmente o lugar seria de Rafa, por muito surpreendente que isto possa parecer).

A minha lista, neste esquema, seria a seguinte:

GR: Patrício, Anthony Lopes, Marafona (se Beto não estiver disponível, acho que Marafona merece mais do que Ventura ou Eduardo, por exemplo)

DD: Cedric, Vieirinha (tem feito grande época a lateral e pode ser alternativa mais ofensiva)

DE: Coentrão, Guerreiro (creio ser opção mais válida do que Eliseu, mas se Coentrão não estiver em forma, entre Eliseu)

DC: Ricardo Carvalho, Pepe, José Fonte, Neto (Bruno Alves ficaria de fora)

MD/MC: levaria 5 jogadores - William, Danilo, Adrien, André Gomes, Renato Sanches e, se Moutinho acabar a época a jogar futebol, então entra Moutinho e sai Renato Sanches (mas Moutinho tem mesmo que estar a jogar futebol, já deu para ver em 2002 e 2014 o que dá levar estatuto em vez de jogadores de futebol...). Ficam de fora André André (muito irregular no Porto) e Miguel Veloso (porque há melhores do que ele). Tiago teve um percurso atribulado e sinceramente nunca fui fã (sei que os experts ficaram sem ar neste momento).

MI/ALA: João Mário, Nani, Pizzi (não percebo como neste esquema um jogador como Pizzi não é convocado, seria perfeito para o lugar). Podem parecer poucas opções mas recordo que há Coentrão (ou Eliseu) e Vieirinha e pelos vistos André Gomes pode também fazer a posição. Há também Bernardo Silva, que estou a incluir como avançado (v. abaixo), mas até tem jogado mais nas alas do que no meio (mal, a meu ver). Quaresma é que não tem lugar neste esquema de jogo. E não faz sentido, havendo outros tão bons ou melhores, que se convoque Quaresma só para um plano B que implicaria outro jogador, Éder, que também só serve o plano B. Ainda por cima quando o plano B é francamente mau...

AV: onde temos as maiores dificuldades, como sempre - CR, Danny, Rafa, Bernardo Silva (Nani seria alternativa, jogando como o fez com a Bélgica, mas eu preferiria vê-lo a fazer o mesmo papel que João Mário, ainda que sejam jogadores completamente diferentes).

Poder-se-á dizer que isto não prevê um esquema alternativo, com um PL fixo, que permita sabe-se-lá-o-quê. Mas considerando que o Éder se tem revelado um fiasco, pergunto-me se vale a pena levá-lo. Mesmo o Danny, enfim... não sei se não seria de levar o miúdo do Paços de Ferreira, Diogo Jota.

E de qualquer forma o esquema alternativo está lá: em vez de 2 homens na frente, podem jogar 3 (CR, Rafa, Nani), deixando o meio-campo com 3 e João Mário (ou Bernardo Silva), à frente da dupla do meio-campo (que pode nem ser uma verdadeira dupla, se ficar, por exemplo, Danilo, João Mário, Bernardo). É seguramente mais periogoso para um adversário do que o Éder preso aos centrais contrários...

PS: Quanto ao Sporting, vou ao Restelo na segunda apoiar. Continuo a acreditar que é possível e serei mais um a torcer pelo Benfica em Munique!