19/01/2016

Quem é, agora, o principal candidato?

Face à posição na Liga, o Sporting. Mantém uma vantagem de 2 pontos e recebe o rival direto em casa. Num cenário em que ambos fazem todos os pontos em disputa contra não-candidatos e o Sporting bate o Benfica em casa, até pode perder no Dragão. Mantém o problema dos autocarros. Detesto ser o Zandinga das horas más, mas tal como antecipei este ciclo é decisivo para o Sporting: até ao jogo com o Nacional (mesma jornada do Benfica-Porto), o Sporting pode perfeitamente fazer todos os pontos em disputa, mas estará perante adversários e circunstâncias que lhe têm sido difíceis de ultrapassar. Se fizer esses pontos, creio que se manterá na frente aconteça o que acontecer porque o mesmo ciclo de jogos, no Benfica, pode importar a perda de alguns pontos. E quanto ao clássico, será a última oportunidade para o FCP se manter na corrida (e noto que se o FCP perder aí a corrida, perde também, com grande probabilidade, o acesso direto à Champions) pelo que não acredito que o Benfica ganhe (mas enfim, vamos ver o que faz Peseiro no FCP).

Face ao calendário, o Benfica, como tinha dito aqui no último post. O futebol de Rui Vitória continua sem convencer, mas o Benfica já fez as deslocações onde é teoricamente maior a probabilidade de perda de pontos. Claro que tem sido com Aroucas, Moreirenses, Boavistas, Uniões e Tondelas que os candidatos têm perdido pontos. Não obstante, o Benfica continua a ter grandes jogadores no seu 11, que vão resolvendo os jogos. Afastado que foi um jogador que, não sendo de menosprezar face à idade, sempre disse que não tinha lugar no atual Benfica (Gonçalo Guedes - ainda não lhe vi nada que justificasse a euforia à sua volta), e estabilizado o meio-campo, em particular com a entrada de Renato Sanches (primeiro jogador formado na Luz e lançado - na verdadeira aceção da palavra - na equipa principal do Benfica que me impressiona em muitos, muitos anos), a verdade é que o Benfica tem ganho os seus jogos. O que continuo a achar é que, defensivamente, é uma equipa instável e que vai tendo a sorte do jogo principalmente nos jogos em casa, o que não vai durar sempre (como também não era suposto durar para sempre aquela conversa de o Sporting marcar nos últimos minutos, diga-se!).

Quanto ao FCP, depende dos outros dois. Se o Benfica for o que eu espero que seja até finais de Fevereiro, e o Sporting continuar a desperdiçar pontos onde não é suposto, o FCP poderá assistir ao derby de cadeirão, na 25ª jornada. Caso aconteça apenas a primeira, vai depender de um clássico na Luz para se aproximar e renascer; caso aconteça apenas a segunda, vou-me tornar portista por alturas da 22ª jornada. Caso não aconteça nenhuma das duas, está fora. Quanto a Peseiro: sempre foi um treinador preocupado em jogar um futebol de qualidade; mas nunca o vi estabilizar essa qualidade em lado nenhum. Veremos se a famosa estrutura portista é assim tão decisiva.

PS: Críticas públicas a Rui Vitória desde que JJ se pegou com ele? Zero. Não sei quem se lembrou desta estratégia de comunicação que permitiu silenciar os criíticos dos nossos adversários...

PSII: Não retiro uma vírgula do que disse sobre Rui Vitória quando dele se falava para vir para o Sporting. Dou-lhe o mérito de ter conseguido estabilizar um 11 base e de ter evitado a radicalização do discurso, mas aquele futebol não chegaria para o Sporting, como todos sabemos, e tem chegado para o Benfica porque tem tido um Super-Jonas: 18 golos em 18 jogos, sendo que ele, Jonas, não os terá disputado todos (se continuar a este ritmo, e terminar com 36, será preciso recuar até Mário Jardel para vermos números parecidos... acho que isto diz tudo!). Isto dito: se for campeão, cá estarei para lhe reconhecer esse mérito. Mas convenhamos que se este futebol ganhar o campeonato, estaremos perante o campeão de pior qualidade desde Trapattoni (isto não querendo comparar os dois porque apesar de tudo acho que o futebol de Vitória fica uns bons furos acima).

6 comentários:

  1. Acho muito dificil o Porto ser campeao este ano e considero que o Sporting e o principal favorito a vencer esta Liga mas o Sport Lisboa e Benfica pode fazer uma boa segunda volta se tiver sorte nas lesoes e acabar por ganhar o tri.Ainda esta tudo aberto e vai ser uma segunda volta de grande emocao.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Penso que o Benfica está mais fresco que o Sporting.
      Mas desenganem-se aqueles que pensam que o Porto está fora da corrida...

      Eliminar
  2. Acho que neste momento não há um principal favorito. O Sporting vai à frente mas o calendário do Benfica é mais "agradável". Não creio que o Porto esteja fora mas o calendário não é assim tão fácil e está a trocar de treinador. Nos últimos 30 anos só houve um campeão em Portugal após troca de treinador: foi o Sporting do Inácio, mas trocou logo no início da época.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se não me engano o Bobby Robson saiu do Sporting para o ir ganhar no porto...

      Eliminar
  3. MMS,

    estamos de acordo, neste momento não há um favorito. Julgo que alguma coisa mudará com a entrada de Peseiro. Se ele se mantiver a esta distância há que contar com eles. Se não, é natural que as apostas se centrem nas competições que lhes restam. Mas não deixará de ser importante, pressinto que o FCP de Peseiro não perde com o SLB de Vitória. E nós? Nós estamos dependentes da resposta que dermos com os pequenos. Gostaria de salientar também a vantagem que detemos sobre os rivais em caso de desempate: é muito dificil que, caso percamos o dérby o resultado seja superior a 0-3. E mesmo em relação ao FCP também, porque teriam que nos ganhar por 0-3. Num campeonato que se espera renhido isto pode vir a ser muito importante.

    Abraço

    ResponderEliminar