15/07/2015

A recepção a Jesus e Maxi

Como eu gostava que fosse a recepção a:

a) Jesus: um aplauso de reconhecimento pela dedicação e trabalho realizado e depois passava a ser apenas o treinador do Sporting;

b) Maxi: gostava que estivesse a aquecer quando fossem comunicadas as equipas e depois do "2. Maxi Pereira", não haver nada mais do que um silêncio ensurdecedor. Um simples desprezo.


Gorbyn

3 comentários:

  1. Certo. Porque tu serias capaz de dizer que não a 4 milhões por ano. Se tivesse havido outro clube a querer pagar-lhe tanto como o porto (nem que fosse na Turquia), tudo bem em ficar fodido com o Maxi.
    Como mais ninguém acenou com tanto dinheiro (nem de perto nem de longe) é normal que o Maxi tenha aceite a proposta.

    ResponderEliminar
  2. Sugiro vaia do tamanho da Luz. Não irá compreender outra coisa. Ao menos essa vai perceber.
    A partir de hoje é o Mini Pereira.

    ResponderEliminar
  3. Sinceramente, acho que havia mais clubes dispostos a pagar o mesmo ao Maxi. Talvez apenas o Porto estivesse na disposição de pagar uma brutalidade ao empresário...

    ResponderEliminar