16/04/2015

Totalmente off-topic: Sporting B vs Benfica B

Sei que a agenda desportiva está ocupada com outros temas mais interessantes. Mas ontem, quando procurava saber o resultado do Sporting B (sim, tem um pouco menos de mediatismo do que o Porto-Bayern) deparei-me com o que vão ver mais abaixo e não queria acreditar.

Trata-se de uma pequena peça de um puzzle, como vão perceber. Mas demonstra, essencialmente, três coisas:

- o jornalismo desportivo português, quando pode (ou quando parece que ninguém daria por isso), faz o que quer do Sporting;
- o Benfica anda a mexer-se (e faz muito bem, nada contra) na promoção do produto "made in Seixal", não descurando qualquer detalhe (isto de não descurar detalhes faz lembrar qualquer coisa, não faz?);
- o Sporting anda muito mais a dormir do que muitos pensam.

Há pequenos detalhes, muito pequenos mesmo, aliás insuficientes para fazer a diferença, mas que demonstram bem o quão difícil é a missão de quem gere o Sporting e o quão importante é estar atento a todo o tipo de... entrelinhas.

Reparem que isto não é um exercício de calimerismo, mas uma chamada de atenção. Se há coisa que não suporto é o calimerismo vigente no Sporting. Daí que por vezes passe horas a discutir arbitragens neste blog, mesmo em situações em que os críticos têm mais razão do que eu... Contudo, o exercício que faço abaixo é factual, não é subjetivo como vão perceber.

Mas vejamos, então (por facilidade, reproduzo, mais palavra menos palavra, o e-mail que enviei com esta análise a um amigo sportinguista).

Tudo começa com este link: http://www.abola.pt/clubes/tema.aspx?t=1035.

São as noticias relativas ao Sporting B que tiveram destaque no site do jornal A Bola. Estava à procura do resultado de ontem com o Feirense, como disse. Mas o jogo tinha acabado há pouco tempo e o site ainda não tinha atualizado o resultado (entretanto sei que ficou 2-2, estivemos a perder 0-2 e empatámos com golos do Nuno Reis e do Podence - vejam se puderem o 1º golo e perguntem-se como foi possível Naby Sarr ter sido titular do Sporting em jogos da Champions...).

Mas não é esse o ponto.

O ponto é este: a jornada atual é a 39, as últimas noticias da equipa B que foram puxadas para o site foram das jornadas 38 (Covilhã, derrota), 31 (Freamunde, empate), 27 (Aves, derrota com goleada), 23 (Braga B,
empate) e 21 (Benfica B, derrota).

O que há de comum a todos estes jogos? O Sporting B não ganhou nem um.

Dei-me ao trabalho de ir ver o percurso da equipa B desde a jornada 21:
 -       Na 22 há uma derrota com o Marítimo B, nem sei como escapou ao jornal;
 -       Entre a 24 e a 26, 3 vitórias;
 -       Entre a 28 e a 30, 2 vitórias e 1 empate com o líder nessa altura (Chaves);
 -       Entre a 32 e a 37, 5 vitórias e 1 empate fora.

Entre as jornadas 28 e 37, 10 jogos sem perder, 7 vitórias, 3 empates, 2 deles com candidatos à subida. Nada (pelos vistos) mereceu destaque.

Mas o critério poderia ser outro. O critério poderia ser este: "normal é o Sporting B ganhar; só é notícia quando não ganha". OK, seria "aceitável".

Pensando nesta possibilidade, fui, por curiosidade, ver a equivalente página do Benfica B http://www.abola.pt/clubes/tema.aspx?t=1031. Nas notícias que conseguimos apanhar do Benfica B, temos referências a vitórias, ao empate com o favorito Chaves (mas em que estiveram a perder 0-2…) e a declarações do Hélder sobre futebol espetáculo e sobre a grande visão de Vieira. Andamos entre as jornadas 20 (vitória por 3-0 "a que JJ assistiu") e 39.

Sabe-se lá porquê, neste período, "escapou" ao site a goleada em Guimarães na jornada 23 (1-4), a derrota em casa com o Leixões na jornada 25 (1-2), duas derrotas, uma com goleada, nas deslocações a Viseu e Covilhã nas jornadas 26 e 28 (0-2 e 0-3; imaginem o que seria o título “jovens leões não se dão bem com os ares da beira”, ui, um fartote), nova derrota em casa, desta feita com o União da Madeira, na jornada 31 (1-3), seguida de empate nos Açores (1-1) e 3ª derrota em casa em 5 jogos no Seixal, desta feita com o Feirense (0-1).


Se isto não é um criterio (claríssimo) que consiste em fazer parangonas das derrotas de uns e das vitórias dos outros... então não sei o que é.

Reparem que estamos a falar de equipas B. A importância desta análise será, porventura, muito reduzida. Mas demonstra, a meu ver, que há efetivamente quem trabalhe a comunicação de forma estruturada. E também haverá quem nem se aperceba que isto está a acontecer... 

17 comentários:

  1. Muito bem sacado!
    Grande, grande vergonha.

    Na 2ª feira, a CMTV (como é que eu fui lá parar?) fez uma reportagem (no Jornal das 8) sobre a renovação (ou não) de Cédric. A peça, além de um discurso altamente fatalista (com as declarações de M. Silva a ajudarem), tinha um conjunto de imagens. E quais eram? Dos jogos onde Cédric não jogou ultimamente. Podiam ter sido Guimarães, Nacional, Paços e Setúbal. O que é que foi escolhido? Paços e Setúbal. E quais foram os lances passados em loop desses jogos? O golo (e festejos) do Paços e Setúbal. E sim, ainda se estava a falar de Cédric.

    Isto não por acaso.

    (o Sarr teve brutal; o golo é aos 14 segundos... Confesso que teria imensas dificuldades em ser seu colega)

    abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cantinho, é mais um exemplo. Também presto atenção a esse tipo de detalhe (imagens que acompanham peças). Não me digam que é por acaso, porque não é.

      O lance do Sarr é inacreditável. Nem na II Liga dá segurança...

      Um abraço

      Eliminar
  2. Quando até o Sambinha me dá mais segurança...

    ResponderEliminar
  3. Eu acho que como o Koba se apercebe também há mais gente que se aperceba, na direção está claro.
    Mas fazer o quê? O jogo dos outros? Se é sujo vamos jogar pelas mesmas armas?
    Koba esta chamada de atenção foi excelente, mas acaba de forma dúbia... a direção devia também a jornalistas na bola para enaltecer o Sporting?
    Temos 4 campeonatos de Portugal e 18 campeonatos nacionais... no próximo ano mandamos fazer camisolas com o número 22...?
    É uma vergonha o que eles fazem, não quer dizer que tenhamos de fazer o mesmo, pelo menos eu acho que é assim. A história há-de encarregar-se dessa gente...
    Obrigado mais uma vez. Diz bem, calimerices não, e concordo. É tão óbvio, tão óbvio que só os envolvidos é que não têm vergonha, de resto temos todos.
    SL
    Basco "O Leão"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Basco,
      Eu não sei se o Benfica paga a jornalistas ou não.
      Sei é que o "made in Seixal", de repente, está valorizado em todo o lado.
      E sei que, no futebol português, todos os detalhes contam.
      Como este exemplo, um grão de areia no deserto, há muitos. O do Cantinho, por exemplo.
      Como diz o SportingSempre mais abaixo, tem que haver uma estratégia. Eu não sou expert em comunicação, não lhe posso dizer qual é a melhor estratégia.
      O que é certo é que continuamos a ser tratados desta forma.
      Tem razão numa parte: estou a assumir que a direção está desatenta e pode não ser o caso. Mas o que vejo é influência 0 nos OCS, influência 0 na Liga, na Federação, na Arbitragem, na Disciplina, etc. O que significa que, se estão atentos, estão a aplicar a estratégia errada.
      SL

      Eliminar
    2. Eu acho que há má fé da parte da bola. Das duas uma, ou os jornalistas são todos lampiões ferrenhos ou há qualquer coisa a mais... É que eles podiam enaltecer o "made in Seixal" mas só isso não chega... têm de nos humilhar no processo. É triste e é errado. Muito bem mostrado aqui. É inequívoco.
      Eu acho que o "made in seixal" é uma máquina montada para fazer dinheiro em transferências... até agora foi só o que se viu. Eu não gostava nada que no meu clube fosse assim. Sei que os jogadores valem o que os outros clubes estiverem interessados em pagar, mas o Cancelo nunca na vida vale 15 milhões... Então eles pagam 9,5M pelo gaitán e um lateral direito que jogou na equipa B vale mais... há aí qualquer coisa errada... bastante. Eu acho que eles perceberam que a formar jogadores dá para fazer mais uns trocos.
      Em relação à influência tem toda a razão... temos zero. Mesmo com estratégia é uma coisa que vai demorar anos a mudar. Parece conversa de velho.. mas eu sou do tempo em o Sporting declarou luto pelo campeonato (1999)... de há uns anos a esta parte, a maneira como temos sido tratados na CS, pelos árbitros e organismos federativos tem sido uma vergonha.
      Basco "O Leão"

      Eliminar
  4. Queria dizer pagar a jornalistas da bola para enaltecer o Sporting?
    SL
    Basco "O Leão"

    ResponderEliminar
  5. Nada disso me choca nem escandaliza, vejo destaques parciais do género acontecer há muito tempo.

    São raros os órgãos de CS e mais especificamente jornalistas desportivos que cumprem com objectividade e isenção a sua actividade profissional.

    Muito menos me surpreende esse tipo de jornalixo vindo da bola, que, depois de um ligeiro afastamento quando o record foi comandado pelo merdoso querido manha, voltou em força a ser o órgão oficial do benfica.

    RTP, bola e jogo são entidades que activamente se batem contra os interesses do Sporting. Aparentemente é-lhes mais vantajosa essa postura do que um mínimo de insenção e objectividade.

    Um exemplo engraçado e recente foi o escândalo e condenação geral das verborreias/crispação do nosso presidente e o normalidade com que sempre foram tratados insultos, agressões e ameaças entre pinto da costa, vieira e seus lacaios.

    Depois da desistência, subentendida aliás no teu texto, de que a CS desportiva seja imparcial, concordo que a direção deve traçar um plano de ação a medio prazo para que, com a ajuda dos sócios e simpatizantes, passemos a ter uma fatia considerável de influencia neste lodaçal...o mesmo se aplica a outros órgãos como o conselho de disciplina, arbitragem (em que se nota já um plano em andamento - esperemos é que funcione), e liga.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. SportingSempre

      A aproximação do Sporting ao Record creio que foi mútua: do Record (foi um nojo enquanto lá esteve esse artista como diretor) e do próprio Sporting.

      Muito bem lembrado esse momento. Sendo certo que foi um momento infeliz de BC, a indignação generalizada e a pergunta da Lourenço sobre se BC tem lugar no futebol português só pode ser para rir. Basicamente quem fala de trampa não tem lugar mas quem recebe árbitros depois da hora de expediente tem. Uma palhaçada.

      Precisamos muito dessa influência. E de outras coisas. No futebol português todos os pormenores contam.

      Eliminar
  6. Corre por aí que o Benfica "emprestou dinheiro ao jornal A Bola.

    De qualquer forma sempre puxou pró vermelho...

    A antena 1 por exemplo faz-me imensa confusão alias todo o grupo RTP. É o dinheiro de todos nós, haja decoro!

    ResponderEliminar
  7. já agora e sobre o Sarr quero só dizer que foi exactamente a primeira coisa que pensei quando vi aquele lance;

    1 - como é que este gajo foi titular dos seniores do SCP durante meses?!

    2 - como é alguém sem dinheiro para deitar á rua (a la benfica) o contratou? (e o Lyon tem uma formação tão boa para ir pescar...)

    3 - como é que um treinador competente o preferiu a Tobias e Paulo Oliveira durante meses?

    a direção preparou mal a questão dos centrais mas o Marco Silva ajudou á festa. Só mais três notas:

    - não acredito que o Marco tenha sido obrigado pela direção a pô-lo a jogar.

    - o Maurício não é tão mau como muitos iluminados diziam (titular indiscutível do 2º classificado português na época passada e do actual 2º classificado da serie A). Parecia é, como qualquer outro, mais inseguro em dupla com o Naby Sarr.

    - contratações como Sacko, Sarr e Slavchev TÊM DE ACABAR. Não só caras como absolutamente inúteis e desnecessárias.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. SportingSempre, haja calma e alguma lucidez. Vejamos:
      Sacko - acho que não viste o Sporting B - Feirense, Dá-lhe tempo, ele merece... e precisa!
      Sarr - É o patinho feio da companhia, mas... mas quando se jogou em Londres (Chelsea)...
      Jogador de constituição física invulgar, ainda não resolveu os problemas de coordenação
      motora. Veio para a equipa B, tal como Sacko, deram-lhe a A porque P.Oliveira estava mal
      Slavchev - como o pouco que conheço é "via youtube", socorro-me da opinião de uma autoridade
      na matéria: "É um excelente jogador, forte e rápido, de remate potente. Muito novo,
      pode precisar de mais tempo para se adaptar. Tem que estar a jogar".
      Tens conhecimentos para contra-argumentar com Balakov?
      Imaginem-se num país estrangeiro, sem conhecer uma língua que sirva de "ponte", com hábitos culturais e sociais completamente distintos e com uma profissão melindrosa, em termos de adaptação (Beto Acosta, trinta e tal internacionaliçoes, 31 anos de idade, foi um flop durante uma época inteira ...).
      Já agora: esses 3 "inúteis" custaram menos que um Benito... um flop à antiga!
      SL e passa bem.

      Eliminar
    2. Não esquecer que o Rojo e o Dier (supostamente titulares) saíram a poucos dias do fim das transferências. A compra do Sarr... acho que foi a dívida do empréstimo do Miguel Lopes.
      Teve azar o Sarr porque foi lançado às feras nessa altura... era preciso mais alguém porque só ficou o Maurício. O Paulo Oliveira também estava de novo. Foi apanhado no meio de uma conjectura negativa... Não morro de amores por ele... mas se formos a julgar os jogadores por um lance... assobiávamos todos.
      SL
      Basco "O Leão"

      Eliminar
    3. Liondamaia, eu sei o que estou a dizer:

      O Benito custou cerca de 3M e os nossos 3 custaram juntos á vota de 4,5M. 1M cada um dos franceses e 2,5 o búlgaro. E eu não comparo as nossas contratações com as do entreposto comercial de Carnide...

      Quanto aos jogadores, vi cerca de 20 jogos de cada um dos franceses e todos os que o Slavchev jogou (ou não jogou melhor dizendo, já que a condição física dele é comparável á de um qualquer amador escolhido na rua ao acaso).

      Se quiseres até podes ter esperança no Shikabala mas o Wallyson, o Gelson e o Tobias jogam nas mesmas posiçoes e são 1000 vezes melhores do que esses três, que custaram quase 5 milhões que não temos pa deitar ao lixo. A POLITICA FOI ERRADA.

      O Sporting só raramente deve contratar jovens para desenvolver, já que os tem na Academia...deve sim contratar 3 ou 4 reforços de peso por ano para a equipa principal.

      E isto, para o caso de vires com conversas sem sentido, é uma critica construtiva á direção, que apoio (renovou e bem com aqueles 3 futuros craques referidos acima), mas que deve aprender com os erros que obviamente cometeu, como qualquer pessoa ou organização comete.



      Eliminar
  8. Peço desculpa por me intrometer na conversa , mas gostaria de dizer algo. Em relação à forma hostil e habilidosa como a maioria da CS trata o Sporting e até o seu presidente, é quase impossível per si uma direcção de clube fazer algo contra estas "habilidades". Quem tem que estar atentos, somos nós os sportinguistas e cada vez que formos maltratados protestar. É o melhor a fazer. Em relação há adaptação de jogadores, penso que temos de lhes dar tempo. Já falaram no Acosta, mas é bom não esquecer que o grande Yazalde no seu 1º ano de Sporting praticamente não jogou! (assim como outros que demoraram a adaptar-se e depois foram muito úteis ao Sporting) SL

    ResponderEliminar
  9. Este porco também é do boifica B...

    https://vid.me/wmcu

    ResponderEliminar