16/02/2015

Benefícios? Não, obrigado!

Qualquer jogo em que o Benfica seja beneficiado, acaba por ser um jogo sobre o qual não tenho grande vontade de escrever. O de hoje não é excepção. Mesmo que o a superioridade, domínio do jogo e número de golos indiciem que os benefícios (penalty do Jardel e primeiro golo do Lima) eram absolutamente desnecessários e que a probabilidade do Benfica mesmo assim vencer o jogo se aproxime dos 100%, contagia sempre negativamente uma vitória do Benfica. Ou seja, o Benfica não precisava mas será mais uma acha para a fogueira que todas as semanas o Porto tenta atear.

Assim, pontos de destaque:
- grande jogo do Benfica que não deu qualquer hipótese ao Setúbal;
- excelente golo do Jardel com um cabeceamento fulminante;
- Pizzi fez um jogão e foi, para mim, o melhor jogador em campo;
- este Ola John a correr assim e com a intensidade evidenciada, tanto a atacar como a defender, por mim pode jogar sempre;
- Salvio fez também um grande jogo e foi acompanhado por um Samaris que está cada vez melhor;
- para quando Sílvio por Eliseu?
- Maxi, também quero do que andas a tomar! 

É continuar a não falhar nesta sequência de jogos que, na teoria, é de menor dificuldade e esperar que a sequência de dificuldade inversa leve o Porto a perder pontos.


1 comentário:

  1. "Benefícios? Não, obrigado!"

    (mas que dão um grande jeito...)

    "...os benefícios (...) eram absolutamente desnecessários e que a probabilidade do Benfica mesmo assim vencer o jogo se aproxime dos 100%, contagia sempre negativamente uma vitória do Benfica."

    (nunca o saberemos; e essa conversa até pode servir para 1 ou, até mesmo, 2 jogos. Agora quando esse número aumenta... [e como ele é grande])

    ResponderEliminar