23/09/2014

Uma semana à Sporting?


1. Quinta-feira acordámos todos com a sensação de uma ressaca difícil, daquelas que se seguem a uma noite de "bebidas marteladas". Parecia unânime que algo precisava de mudar, desde os centrais ao ponta-de-lança passando pela estrutura do meio-campo. Marco Silva foi dando a entender que não ia por esse caminho, eu acabei por comentar no meu post anterior que embora não fosse a minha opção, percebia Marco Silva: não queria "matar" a confiança de jogadores de que irá certamente precisar.

2. Todos, nesse dia, comentámos o que nos apeteceu. O grande Manel fê-lo também, realçando ainda que o Maribor é a pior equipa da Champions League. Discutir se é a pior ou se na realidade há outras piores é mesmo querer discutir a árvore e não a floresta, desde logo porque li em inúmeros comentários nesse mesmo dia que o Maribor dificilmente teria lugar na I Liga; e por outro lado porque o essencial da mensagem obviamente não era esse ponto, mas sim a fraca prestação do Sporting nesse jogo, algo que foi unânime entre todos os sportinguistas.

3. Mas enfim, deu jeito o argumento de que "não é nada a pior, pá" para descredibilizar o Manuel Fernandes e credibilizar a lamentável argumentação do presidente do Sporting, que disse, na Sporting TV, "afirmar que o Maribor é a pior equipa da Champions é o mesmo que eu dizer que o Manuel Fernandes foi o pior funcionário do Sporting". Querer daqui interpretar que o presidente queria dizer que tanto a primeira como a segunda afirmações são ridículas sem querer atingir o Manuel Fernandes, só mesmo com muito boa vontade.

4. Aliás, a este propósito, queria dizer que eu pensava que a Sporting TV era o canal do Sporting. É que num canal do Sporting, eu não aceito que as grandes figuras do clube sejam denegridas e insultadas, seja por quem for. Se o canal servir para isto, deixo de ver.

5. Quanto ao papel do Manuel Fernandes enquanto comentador, creio não ser muito diferente do que era o do Pedro Gomes enquanto comentador na TSF ou o do José Eduardo de cada vez que falava. Repito o que disse há uns meseso Sporting, durante anos, foi representado nos OCS (jornais, rádios, TVs) por figuras que, de uma ou outra forma, estavam ligadas ao "regime" e isso era muito criticado pelos sportinguistas, que não se reviam nesses comentadores/cronistas/paineleiros, na medida em que os mesmos se limitavam a defender o "regime". Hoje, quando alguém diz o que pensa, é criticado porque isso afeta os jogadores, o balneário, os treinadores. Entendamo-nos: ainda que alguns consigam ver intenções vingativas do Manuel Fernandes nos comentários que faz, é bom que haja quem tenha uma voz que não se limite a defender o status quo. É a nossa garantia de que alguém com palco e audiências um dia dirá que o rei vai nu, caso tal suceda.

6. No Sábado, o Sporting foi a Barcelos e Marco Silva fez apenas três mudanças: Jefferson por Jonathan, alteração forçada; André Martins por João Mário, uma que muitos já vinham pedindo (não era o meu caso); Carrillo por Capel, uma que ninguém conseguiu compreender.

7. Quanto à primeira, creio que o Jonathan se saiu bem, pese embora algum ímpeto na segunda parte que conduziu a um amarelo desnecessário (isto sem prejuízo de nova análise porque o adversário era efetivamente frágil); a segunda correu muito bem, João Mário fez um grande jogo (pergunto-me se era necessário mandar o André Martins para a bancada, mas enfim); a terceira obviamente não deu em nada, o Capel (felizmente) não funciona neste futebol do Marco Silva (eventualmente do lado direito, onde é obrigado a combinar com os colegas que aparecem por dentro).

8. Já os mal-amados do início de época tiveram prestações díspares: Cedric mais certinho, mas a manter a tendência dos cruzamentos para a molhada (menos, ainda assim); Sarr um pouco melhor, mas ainda sem (me) convencer; Maurício inseguro, ainda afetado pelo lance do Maribor, e a deixar passar infantilmente algumas bolas na segunda parte; William ainda com a cabeça noutro sítio; Adrien mais solto e mais confiante (o golo aos 7 minutos ajudou); Slimani a falhar um golo feito e a fazer outro igualmente simples (com a boa novidade de o Sporting ter aparecido várias vezes de frente para o golo neste jogo, em claro contraste com a segunda volta de Jardim).

9. Já Nani é mesmo um caso à parte, está fora deste filme e muito acima dos restantes. Para quem tinha dúvidas, creio que ficaram dissipadas.

10. Carrillo é o melhor marcador da equipa, com 3 golos. Só para que conste.

PS: Creio que ficou claro, mas não queria deixar de dizê-lo com todas as letras - considero que BC ultrapassou claramente os limites com Manuel Fernandes. Não necessariamente pelo que disse, mas acima de tudo por ter a desfaçatez e o à-vontade para o fazer daquela forma e naquele local. O presidente do Sporting, que nem 2 anos de mandato cumpriu, considera-se com autoridade moral para um puxão de orelhas em público, no canal do clube (será que Manuel Fernandes foi convidado para se defender?), a um símbolo da história do Sporting, acrescentando insinuações que denigrem a imagem desse mesmo símbolo. A margem de manobra do presidente do Sporting é muito grande porque os seus apoiantes radicais, marcados por um traumatizante final de mandato de Godinho Lopes, consideram que tudo o que esteja acima da desgraça é positivo (caso contrário não argumentariam com "eh pá, bom, bom seria ter o Godinho de volta" de cada vez que se critica BC). Mas eu, para além de memória (que me faz exigir vitórias e amargar com segundos lugares), tenho aquilo que chamo de "consciência de clube". Sei o que é ser campeão, ao contrário de muitos os que povoam histericamente a blogosfera, mas mais do que isso sei o que é o Sporting, enquanto clube, independentemente de vitórias e derrotas. E mesmo que nos últimos anos o Sporting não tenha tratado muito bem os seus (basta lembrar o vergonhoso filme do jogo de homenagem a Iordanov), tenho a certeza que um Sporting que hoje renega, humilha ou destrói a imagem dos seus símbolos, seja por que motivo for, é um clube mais pequeno do que era ontem. Seguir este trilho é menorizar o Sporting. Quem não entende isto, não sabe o que é o Sporting.

11 comentários:

  1. Em relação a responder através do canal do clube, acho bem. O Manel usou um canal de TV para dizer algumas coisas (umas concordo outras não), portanto a resposta, a haver, teria que ser dada também através dum canal de TV.

    Em relação ao conteudo da resposta, acho que BdC se excedeu na linguagem, mas não no conteudo. Um comentador desportivo do SCP deve dar a sua opinião sem achincalhar a equipa e os jogadores, nem criar divisões entre os "maiores de 40 anos" e os outros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mike,
      A resposta do BdC, que eu saiba, não foi a declarações do Manuel Fernandes na TV, mas sim na TSF. Só depois o Manuel Fernandes respondeu na SIC Notícias. Mas esse nem é o ponto - o ponto é que não vale de muito termos a Sporting TV a recuperar os grandes símbolos do Sporting e do sportinguismo e depois termos o presidente do clube a achincalhar alguns deles em prime time...

      Quanto ao conteúdo, sim, não é muito bonito dizer que o Rojo era o único que tinha classe na defesa (até porque é duvidoso que o Rojo tivesse classe, mas adiante); mas isto resolvia-se com um telefonema, como abaixo sugere o ER.

      Já quanto aos maiores de 40 anos e os outros, creio que o Manel apenas está a diferenciar entre os que viram todo o seu percurso enquanto jogador e os outros, no fundo, está a dizer que quem viu todo o seu percurso enquanto futebolista e capitão do Sporting sabe o quão sportinguista ele era. Foi assim que interpretei.

      Eliminar
  2. embora me esteja a marimbar para as novelas dos viscondes, há uma coisa que tenho que dizer:

    Que ENORME P.S. !

    Se há coisa que me tira do sério são os fundamentalistas e os auto-eleitos arautos da moralidade clube.
    Viva a Liberdade de expressão !
    Abaixo o caciquismo !

    Viva Manuel Fernandes, um jogador que se pode orgulhar de ter levado na boca do grande Manuel Bento !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. André, essa "agressão" (o Bento sempre disse que o Manel fez alguma fita) deu penalty no jogo do título desse ano e expulsão do Bento. O Manel, dessa vez, foi o nosso Mozer e o Bento fez o papel de Fernando Couto...

      Abraço

      Eliminar
    2. Não tem nada a ver.
      Fernando Couto quis bater, não bateu e foi expulso. Ou seja, levou uma ensaboadela.

      Bento sabia ao que ia e sabia o que ia dar. Não gostou do pézinho malandro do Manuel Fernandes e enfiou-lhe um cotovelo na fuça. Acho que estiveram ambos bem.

      Como sabes, sou pelo futebol cultura.

      Eliminar
  3. Koba, Como te disse alguns posts atrás o meu maior idolo e julgo que seja dificil que outro o venha a substituir é o Manuel Feranandes. Em relação às declarações, não gostei, existem outras formas de dizer as coisas, mas também tenho de dizer que não concordei com as declarações do MF. O Sportinguista como ele não pode dizer o que disse, pelo menos na televisão, naquele tipo de programas, faz como eu, diz umas caralhadas em casa, quando a minha filha não está perto.

    Julgo que ficava bem ao presidente, resolver isto com uma conversa com o MF, pedido de desculpas incluido, não necessita de ser publico, sei que é muito dificil, ganhavam todos e principalmente o mais importante o Sporting.

    Em relação ao resto, concordo com tudo como é habito.

    Saudações Leoninas,
    ER

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ER, parece-me a única solução inteligente e que devia ter sido adotada desde o início.

      SL

      Eliminar
  4. Tiro o chapéu a Marco Silva. Convenço-me que é desta farinha que são feitos os grandes treinadores. Esperemos por o que aí vem…
    Agora, passou com nota máxima um teste difícil, ao arrepio da opinião da maioria. Quando se vence assim o mérito é, bastante, do treinador.

    Bruno de Carvalho persiste numa estratégia estabelecida há muito. Decidiu gerir o Clube num frenesim constante com uma pseudo linguagem libertadora. Vai-se safando por enquanto, embora tenha aberto feridas que não irão sarar.
    O problema é que muitos sportinguistas (cada vez mais?) consideram que o Sporting não pode ser dirigido com palavras de vento e sem um plano a médio/longo prazo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Zargo,
      Mérito total para Marco Silva, sem dúvida. Arriscou muito. Um erro comprometedor de Maurício ou Sarr e teria a cabeça no cepo. Espero sinceramente que a sua audácia continue a ser recompensada, já na próxima sexta-feira.
      Quanto às feridas, há sempre oportunidade de as sarar - espero que BC não perca tempo a fazê.lo.
      SL

      Eliminar
    2. Saiu o contrário do que queria dizer: espero que BC não deixe de fazê-lo rapidamente!

      Eliminar
  5. Koba,

    não vi as declarações de ambos (conheço algumas citações pelo que vou lendo). Mas o essencial está no P.S., e felizmente ainda que ainda há quem o perceba. Um clube que não respeita o melhor do seu passado - e Manuel Fernandes é-o - deve temer pelo presente e pelo futuro. Infelizmente há quem avalie o papel de Manuel Fernandes pelo que faz hoje como comentador, ou o julgue por estar ligado ao mandato de GL como funcionário. Não vejo programas do género pelo que não sei avaliar as suas prestações. Mas se MF ainda fosse funcionário do clube, como devia ser, não tinha necessidade de se expor num meio que não é certamente o que lhe é mais favorável. Infelizmente até isso serve para lhe julgar o Sportinguismo. Se formos por aí quero ver quem poderia ficar à frente dele no exame.

    Abraço

    ResponderEliminar