08/09/2014

A responsabilidade de Paulo Bento


Faltavam poucos minutos para o jogo acabar e já pensava num título para o post. Queria dividir os temas entre aqueles que são da responsabilidade de Paulo Bento e os que não são. Mas mudei de ideias. Porque mesmo naquilo em que Paulo Bento parece não ser responsável, há o dedo dele.

Lembro-me, por exemplo, da escassez de opções para ponta-de-lança. Paulo Bento já o sabe de há muito e insistiu em convocar sempre os mesmos e jogar sempre da mesma forma, sem testar por uma só vez um sistema de jogo diferente. No fundo a repetição do que se passou no Sporting, quando o losango estava esgotado e Paulo Bento insistiu até à derrocada. Faltava Derlei, dizia ele; faltava Izmailov, dizia ele. Pois bem: faltou Ronaldo e foi o que se viu.

Este seria um dos pontos em que Paulo Bento poderia culpar o futebol português e os clubes portugueses. Mas todos os selecionadores do mundo têm problemas destes, compete-lhes resolvê-los. Paulo Bento nada fez para resolver um problema que já se antecipava e que o Mundial, aliás, confirmou quando foi preciso recorrer a Éder.

Mas enfim, deixemos os detalhes de lado e observemos o principal problema: a seleção não joga nada, há vários anos. Não jogava grande coisa com Scolari, mas tinha várias opções de qualidade, tinha Deco e, sim, a tal "alma" do Caravaggio; não jogava grande coisa com Queiroz, mas tinha uma defesa de luxo (Bosingwa, Coentrão, Carvalho, Pepe) que ia aguentando os jogos até alguém lá à frente resolver; e Paulo Bento apanhou na seleção o melhor Ronaldo de que há memória (todos nos lembramos, certamente, que com Scolari e Queiroz se discutia o tema de Ronaldo render mais no clube do que na seleção). A qualidade das opções e dos jogadores foi disfarçando a falta de qualidade do futebol.

Paulo Bento queixa-se da falta de tempo e da falta de uma estrutura base com que possa trabalhar. Mas o selecionador da Albânia tem o mesmo tempo, provavelmente a mesma estrutura base ou pior, e montou uma estratégia para o jogo de ontem, que aliás resultou. Já a seleção portuguesa anda há tempo demais à deriva, num 4x3x3 sem qualquer rasgo e sempre a depender de Cristiano Ronaldo.

Há, depois, o tema das opções. A experiência no Sporting, apesar de ser a única na carreira de Bento, pelos vistos nada ensinou. Aquilo que muitos vêm dizendo de há vários anos - necessidade de ir a pouco e pouco lançando outras opções - Paulo Bento fez (mal e com protagonistas bastante duvidosos) de uma vezada. Ontem foram lá para dentro André Gomes, Cavaleiro (não percebo o que Paulo Bento vê neste jogador, mas adiante), Ricardo Horta, este último já com a equipa a perder. Não é assim e Paulo Bento deveria sabê-lo, porque lançou vários jogadores no Sporting (foi ele, tem esse mérito) de uma forma um pouco mais cautelosa e sustentada. Curiosamente, onde não foi arrojado foi na dupla de centrais, onde se mantém um incompreensível Ricardo Costa, titular numa prestigiada equipa do Qatar.

Tudo mal, tudo confuso, tudo ao contrário. Mas Paulo Bento nem pensa em demitir-se. Talvez se ficarmos em último no grupo, também atrás da Arménia, Paulo Bento considere essa possibilidade.

5 comentários:

  1. Boa noite,

    Texto interessante. Outro aspecto que me parece importante referir é a constante convocação de jogadores que entretanto ingressaram em equipas maiores mas que antes, em equipas mais fracas não serviam (porquê?), casos de Horta, Tiba, Vezzo. Tal como foram os casos de Licá e Josué.

    Abordo esta e outras temáticas no meu blogue Rumo à Luz - rumoaoestadiodaluz.blogspot.com

    Vocês adicionaram ao blog roll o antepassado deste blogue (o Rumo ao Maracanã). Poderão substituí-lo?

    Muito agradeço a vossa disponibilidade.

    Saudações Benfiquistas,

    ResponderEliminar
  2. Hagi,
    Nem mais, essa é outra tecla em que venho batendo há muito tempo. E agora que Licá e Josué levaram guia de marcha, voltam a ficar de fora.
    Quanto ao blog, vamos substituir.
    Saudações Leoninas

    ResponderEliminar
  3. Paulo Bento não demite porque tem 3 milhoes de razoes para o não fazer. Isto porque a FPF renovou-lhe o contrato antes do mundial, contrato esse que pelos vistos nao tem qq clausula de resolução por objectivos não atingidos
    Pereira.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas o PB não disse também que se quiserem que ele sai, sai sem quaisquer custos? É que no Sporting ele sempre disse isso e, pelo que foi público, cumpriu (mas é verdade que saiu pelo próprio pé...).

      Eliminar