17/08/2014

Fui a Coimbra levar um balde de água fria (mas ainda assim apetece-me escrever um post a quente)

Não me estou a queixar. Há quem faça todas as semanas os 400 kms que fiz desta vez e eu só faço de vez em quando. Mas fi-los e ainda paguei 40€ por um bilhete porque, dizia quem estava comigo, na superior norte não se vê nada. Se estivesse no início do blog, em que só era lido por amigos, dizia-vos como estou. Por respeito aos que me acompanham, digo que estou, hum, bastante aborrecido.

Da central viu-se bem todo o jogo e viram-se problemas no Sporting, vários. E não falo de sofrer ao minuto 90, porque o problema não foi esse. Isso foi a consequência do(s) problema(s). E de alguns azares, claro que sim. A começar pelo facto de o Marco ter excluído da convocatória o Esgaio e ter-se lesionado precisamente o Cedric. Passando pela expulsão de William poucos minutos após a segunda substituição. A acabar no alívio falhado do Carrillo que não teria acontecido se o peruano, esgotado, pudesse ter sido substituído (não foi porque 2 das 3 substituições foram forçadas). Mas os azares não explicam tudo. Não explicam todos os problemas.

Um deles, a meu ver, resolver-se-ia com uma consulta do dicionário.

Reforçar:
1. Tornar mais forte ou resistente.
2. Tornar mais intenso.
3. Tornar mais numeroso.
4. [Figurado]  Reanimar.
5. Dar força a.
verbo intransitivo e pronominal
6. Tornar-se mais fortemais robusto.
7. Enrijecer.

Já o tinha dito aqui por outras palavras, vou aproveitar o momento a quente para dizer com todas as letras o que todos pensamos e não queremos dizer: o Sporting não se reforçou, no verdadeiro sentido da palavra. Patrício, Cedric, Jefferson, Maurício, Sarr, William, Adrien, Martins, Carrillo, Heldon e Montero. Posso estar enganado mas este 11 é pior do que o da época passada, após 10M€ gastos. A menos que me convençam que o Sarr é melhor do que o Rojo (e não, não é impossível encontrar um central melhor do que o Rojo, simplesmente este não parece sê-lo).

Creio que não estamos nem mais fortes, nem mais resistentes, nem mais intensos, nem mais robustos, nem mais rijos. Estaremos mais numerosos. Só se for por aí. Mas se me disserem que gastámos 10M€ para ficarmos mais numerosos, permitam-me que faça a pergunta que já fiz neste blog por diversas vezes: onde estão as prometidas "contratações cirúrgicas" e "aposta na formação"? Geraldes é melhor do que o Esgaio (e eu, repito pela centésima vez, nem deposito particulares esperanças no Esgaio)? Sarr é melhor do que o Tobias (já nem falo do Dier)? Oliveira é melhor do que o Ruben Semedo? Slavchev é melhor do que o Vítor? Gauld é melhor do que o Chaby? Não vou falar do Jonathan nem do Rabia, chegaram agora. Enfim, salvam-se o Rosell (suplente e, pelos vistos, pau para toda a obra) e o Tanaka (terceira opção já que, do que disse o Marco Silva, depreendo que ia jogar o Slimani).

Não estou com cabeça para muito mais, o jogo irritou-me muito. Fico-me pelo seguinte:
Patrício - várias hesitações, uma grande defesa
Cedric - azarado com a lesão
Jefferson - bem a atacar, a dar sempre espaço na defesa
Maurício - sim, agora é mesmo o nosso melhor central... e tanto haveria para dizer sobre isso!
Sarr - não quero comentar a quente
William - tanta qualidade nos pés, pena a expulsão, teríamos ganho o jogo com ele em campo
Adrien - muitas bolas jogáveis, às vezes bem, às vezes complicou
Martins - pouca bola mas quando a teve, ao contrário de Adrien, descomplicou sempre
Heldon - melhor do que o costume, ainda assim perdeu o timing num passe simples para Montero
Carrillo - o melhor jogador do Sporting (não me refiro a hoje, refiro-me em absoluto) não merecia aquele lance ao minuto 90
Montero - lutou que se fartou, anda sem ponta de sorte
Rosell - cumpriu a lateral, a dupla com Adrien no meio não resultou (sempre espaço entre os dois e a nossa defesa...)
Capel - desta vez até agradecia que corresse para a bandeirola de canto e lá guardasse a bola, mas nunca o conseguiu
Paulo Oliveira - missão ingrata, fez o que pôde

PS: não conhecia o Luís Villar (está a fazer o rescaldo do jogo na Sporting TV). Mas agrada-me a imparcialidade, a independência e a honestidade. Nada de desculpas esfarrapadas, disse a verdade sobre o jogo. Afastou a possibilidade de queixas da arbitragem com toda a serenidade (Adrien disse que lutaram "contra tudo e contra todos" e também não percebi - referia-se aos colegas indisciplinados? ao presidente? a quem? à arbitragem não foi seguramente), apontou o que esteve menos bem, tanto a jogadores como ao treinador. Assim, a Sporting TV vale a pena.

PS2: escrevi o texto sem ler nada sobre o jogo mas entretanto fui espreitar outros blogs. E parece unânime a crítica ao facto de Esgaio não estar na convocatória final. Recuso-me, respeitosamente, a alinhar nesta crítica: não vou apontar a um treinador, no seu primeiro jogo oficial, uma falha na convocatória. Se me falarem das substituições (Heldon pior do que Carrillo mas parecia melhor fisicamente, eu teria preferido João Mário na última substituição, por Carrillo que entretanto ficara em campo), podemos discutir. Mesmo assim, prefiro olhar para o "big picture": onde tínhamos debilidades, elas continuam lá.

9 comentários:

  1. Koba,

    partilho muita, mas mesmo muita, da tua dor. Sei o que isso é. (hoje lá foi uma noite mal dormida - não pensei que viessem tão cedo...)

    Excelente a abordagem ao dicionário. Haja quem o saiba o usar.
    É isso mesmo e não há como fugir. A equipa não está reforçada. E, como dizes, até está pior. E ainda sairá gente (e sabes a quem me refiro). Se não éramos candidatos com uma equipa melhor, como podemos ser com uma pior?

    Relativamente aos 10M investidos (ou estragados), à "aposta na formação" e "contratações cirúrgicas", todas essas questões que fazes já sabes que são as minhas também. Veremos se serão respondidas. Um dia, talvez.

    quantos aos "ps": excelentes. O 1º é de elogiar. E parece que o Rojo vai lá falar. Gosto. Liberdade de expressão é o que se pretende, bem como ouvir os 2 lados da "guerra". E tenho estado a ver a Equipa B (ninguém passa a bola ao Gauld; Fokobo, Enoh e Wallyson são péssimos) e os comentários não são tendenciosos, não questionando o árbitro e apresentando críticas ao comportamento da equipa (isso será outra história - Barão? não brinquem...).
    O 2º "ps" foi azar do Marco. Ao menos Esgaio parece estar à frente do Geraldes. Há debilidades na equipa. Mas até acho que os 1ºs 30 minutos foram bastante positivos e com mais qualidade dava para "fazer o resultado". Mas atenção, esta Académica (sem Marinho e Fernando Alexandre) é muito fraca.

    abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que mais choca é precisamente a (falta de) qualidade do opositor. E jogámos em casa, os adeptos da Académica só se ouviram quando ficámos com 10.

      15 dias para o milagre: fazer o que não se fez no último mês e meio, quer no que respeita a transferências, quer no que respeita a contratações

      Eliminar
  2. Koba
    Em momentos assim procuro desanuviar, permitir que o meu lado racional se sobreponha à irracionalidade das coisas. Então, recorro aos clássicos. A Bocage, por exemplo!

    Estando enfermo um poeta
    foi visitá-lo um doutor
    e em rigorosa dieta
    logo, logo o mandou pôr.
    - Regule-se, coma pouco -
    diz-lhe o médico, eminente.
    - Ai senhor! - acode o louco,
    por isso é que estou doente.

    /Bocage, "Apólogos ou fábulas morais"/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grande Bocage!

      No nosso caso podíamos "comer" ainda menos e estar em melhor forma, suspeito...

      Eliminar
  3. Koba,

    Este ano é o amo karma Sporting. Além das novelas argentinas e argelinas, nada pior do que ver o Eric Dier marcar no ultimo minuto na estreia na Premier...
    Fui para o café antes do jogo a pensar: ' porra, sempre que estou de férias no Algarve nunca ganho o primeiro jogo do campeonato'... Qdo no desenrolar da primeira parte não matamos o jogo, já sabia o que aí vinha....
    Só pode ser karma.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Metralha, mais do que o golo, a titularidade de Dier numa equipa como o Tottenham devia fazer-nos pensar se forma feitos todos os esforços para manter o jogador...

      Eliminar
    2. Metralha,
      e que tal começar a ir de férias para o Algarve logo no inicio de Junho ou nas pausas para os jogos das selecções?
      Não estás a fazer a tua parte. Se já viste que há aí uma tendência...

      Eliminar
  4. Koba,

    O Dier sairia de qquer forma. É a sensação com que fiquei desde sempre a partir do momento em que não renovamos no ano passado. Acho que foi aí que começou o problema.

    Cantinho, lembrei-me agora depois de ler o teu comentário que me lembro de ter ganho um jogo aqui no Algarve ao Boavista com 2 golos do David, que viria a sair do Sporting no dia a seguir. Mas prometo que para o ano não vejo o jogo em tavira, nem que vá a Ilha ver o jogo... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grande jogo esse! 3-2! E o outro golo foi do Nani. Começámos a perder com um golo daquele cara de trolha do Zé Manel que adorava marcar grandes golos contra nós.
      Também estava de férias e acompanhei esse jogo por uma net portátil aos soluços e pelo site do Record. Que sofrimento...

      Eliminar