29/07/2014

O "meu" plantel para 6ª feira

Considerando os que lá estão (exceção feita ao DE, aposto que vem aí alguém), o que eu vi nestes jogos e nos do ano passado, sem olhar a quem é reforço e não é reforço e assumindo a mais do que evidente saída do Marcos Rojo (ninguém contrataria tantos centrais se não sair pelo menos um - e esse é naturalmente o que tem mais mercado):

GR: Patrício, Boeck

DD: Cedric, Geraldes (mais do que não ser fã do Esgaio, contribui o facto de não ser DD de raiz - se a aposta é no Esgaio para DD, um empréstimo a um clube que o utilizasse nessa posição poderia dissipar dúvidas; quanto ao Geraldes, não convenceu mas não há outro e convém lembrar que o lugar tem um dono, que muito me agrada ver voltar aos tempos em que eu dizia que era melhor do que o João Pereira)

DE: Jefferson, ?

DC: Dier, Maurício, Tobias, Oliveira (se entretanto chegar o tal Rabia, será ele o 4º central pelo que ponderaria emprestar o Paulo Oliveira ou o próprio Tobias, este último na lógica de preferir que passe o ano a jogar e não como suplente do Maurício - que sendo um tipo eficaz, como sabemos, também tem momentos em que varre adversários no meio-campo só porque lhe apetece)

MD: William, Rosell (se o William não ficar, tanto o Adrien como o João Mário podem fazer a posição, e pelo que vi do jogo com o Achilles o Wallyson também)

MC/MO: Adrien, João Mário, Martins, Chaby, Gauld (o Slavchev seria emprestado, é um jovem e não é por ser contratação que deve ter prioridade sobre os que já lá estavam - pelo contrário)

EE/ED: Carrillo, Mané, Heldon, Chico Bala (enfim... pode faltar aqui mais alguém, fala-se de um Kostic que não conheço. Se não vier ninguém, assumamos a aposta no Mané para titular. Para mim o Capel é para transferir e não vi o suficiente do Iuri para poder dizer que pode dar já o salto - um empréstimo poderia ser boa opção. Quando ao Heldon, bons sinais no primeiro jogo na Holanda mas depois desapareceu. Ainda tenho esperança que possa dar algo mais. Já o Chico Bala, em boa verdade, mostrou menos do que o Capel - mas este já sei que ou dá uma grande volta no seu estilo de jogo ou "não serve"; já o Chico Bala, pode ser que...)

PL: Montero, Slimani, Tanaka (se bem que tenho dúvidas que Slimani fique - está valorizado, tem seguramente propostas e não deve estar disposto a fazer de joker novamente. Se assim for, quem seria o 3º PL? Betinho teve poucos minutos no empréstimo ao Setúbal... Parece que andámos atrás do Derley e do Rafael Martins, o que significa que procurámos um PL, certo? Será que parámos a busca quando ficou assente que o Slimani fica, será isso?)

24 jogadores. Se forem 25, diria que é apresentado o 3º GR, apenas isso.

Olhando para este plantel, e não querendo mais bater no ceguinho: tirando o Rosell, nenhuma das contratações se perfila para titular. Alguns seriam até emprestados. Era mesmo preciso tanta gente vinda de fora? Para refletir.

20 comentários:

  1. Eu continuo a achar que a nossa defesa titular deveria ser:

    Cedric Tobias Dier Rojo

    Se o Rojo sair temos o Jefferson e ainda uma contratação que ha-de vir.
    Para o meio-campo concordo com o que escreveste. Mas gostava de ver Iuri, Chaby e Gauld a terem minutos de jogo já na proxima 6ª feira para os poder avaliar melhor.

    Em relação a extremos, Capel deveria ser vendido pois não acrescenta nada ao jogo da equipa e é caro. Os outros seriam o Mané, Carrillo, Heldon, Shikabala e talvez venha Kostic. Mas tanto Iuri como Chaby ainda poderiam fazer a posição caso mostrem valor.

    Para avançados tenho gostado das movimentações de Tanaka e vê-se que tem bom toque de bola. Se a equipa jogasse com 2 avançados (fazendo lembrar os bons tempos de Derlei e Liedson), acho que a dupla Tanaka e Montero iria fazer estragos. Slimani deve ser vendido pois tem muito mercado. Teríamos que arranjar um 3º avançado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mike, também me "apetecia" apostar no Tobias. Mas no meu caso particular vi poucos jogos. Os que vi gostei, em particular este com o Achilles. Quem conhece o jogador melhor do que eu diz que é excelente. Do que vi, gostei. Mas ao princípio, confesso, até gostei mais do Ruben Semedo. Provavelmente ficou para trás por outras questões que não a sua prestação (digo eu).

      O Rojo a DE também me passou pela cabeça, no ano passado. Mas vinha com uma época fraca como central. No ano passado gostei do Rojo mas ter uma dupla com Maurício + Rojo na Champions é de facto arriscado (o Rojo com as entradas à queima, mais o Maurício a varrer, ui...). A lateral só o vi no Mundial, numa opção muito criticada pelos "experts": dizem que não constrói, só cruza (e nesta até concordo), não fecha dentro, etc. Eu não tenho tantas certezas porque a seleção da Argentina é uma realidade diferente... Mas nem vou por aí: analisando a nossa pré-temporada, acho que o Rojo já está vendido. Caso contrário não se percebe porque andamos em busca de vários centrais...

      Quanto ao 3º PL, creio que será inevitável - duvido que o Slimani fique.

      Eliminar
  2. Embora também partilhe da opinião em relação ao Geraldes, não creio que o plantel apresentado vá ter tantas alterações como as indicadas no artigo. Dificilmente algum dos novos reforços irá deixar de figurar nos 25 escolhidos. Dito isto, e sendo pragmático, o plantel que vai ser apresentado na sexta-feira vai ser o seguinte:

    GR (2) - Patrício, Marcelo Boeck
    LE (1) - Jefferson
    DC (4) - Maurício, Dier, Paulo Oliveira, Tobias Figueiredo,
    LD (2) - Cédric, André Geraldes
    MD (2) - William Carvalho, Oriol Rosell
    MC (2) - Adrien, Simeon Slavchev
    MO (4) - André Martins, Shikabala, Ryan Gauld, João Mario
    ET (4) - Héldon, Carlos Mané, Carrillo, Capel
    PL (3) - Montero, Slimani, Junya Tanaka

    Acredito que entre Capel e Heldon, um dos dois será vendido, sendo muito provável que seja Capel o preterido. Deverá entrar mais um extremo e um lateral-esquerdo. Se o Rabia realmente chegar para a equipa A, acredito que o Tobias Figueiredo será emprestado.

    A meu ver, Chaby, Esgaio e Iuri Medeiros precisam de rodar em clubes da primeira liga para se valorizarem e crescerem como jogadores. Destes três apenas vejo o Iuri a conseguir um lugar num futuro plantel, isto a menos que o Chaby expluda na próxima época. Potencial não lhe falta, mas disso até o Paím estava cheio.

    Relativamente ao Naby Sarr, até prova em contrário pareceu-me ser um jogador para a Equipa B.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adriano, concordo consigo. Este seria o "meu" plantel, não o que vai ser apresentado na 6ª.

      Na 6ª será esse mas acho que o DE e o Ramy Rabia (no lugar do Tobias) ainda chegam a tempo

      Pela experiência João Mário, diria que concordo com os empréstimos; já se pensarmos no Betinho fico com dúvidas. A ideia será certamente produtiva se conseguirmos de alguma forma (i) garantir que os jogadores serão opções efetivas e não 3ª e 4ª opção (para isso ficam na B) e (ii) assegurar que os entregamos nas mãos de treinadores capazes (aspeto a que nunca dei grande valor mas que hoje reconheço ser muito relevante). Olhando para a I Liga, empréstimos ao Estoril, ao Belenenses, ao Paços ou ao Moreirense (gostei de ver o Penafiel no ano passado!) parecem boas ideias. Já o Boavista, por exemplo, é uma incógnita.

      Nem me lembrei do Naby Sarr, olhe que pode muito bem ser apresentado: 1M€ para um jogador da equipa B?...

      Eliminar
    2. Tinha-me esquecido do Betinho. Eu gostava de o ver como terceira opção para avançado, e a fazer alguns jogos entre a A e a B. Mas visto que contratámos o Tanaka e que na época passada o Betinho quase não jogou no Vitória, o ideal seria pô-lo a rodar novamente, de preferência, como disse, num clube que garanta que ele possa ser titular e jogar com regularidade.

      Já o Naby Sarr, temos o caso do Sejou King que também custou um milhão de euros e continua na B. Gostava de o ver a lutar com o Jefferson na esquerda, é bem melhor que o Mica Pinto.

      Eliminar
    3. Quanto ao King, vi poucos jogos dele e todos na equipa B. O que me deixa de pé atrás é que já passou pelos olhos de muita gente e ninguém apostou. Mas a verdade é que se poderia dizer o mesmo de muitos outros (o William, por exemplo - passou pelos olhos de muita gente e só o Jardim apostou nele). Tinha ideia que tinha sido mais barato, mas se custou 1M€ e está há pelo menos 3 anos na equipa B, só vem "provar" que efetivamente devemos ser mais ponderados neste tipo de contratação. É que não nos podemos dar a esse luxo, pelas razões que todos conhecemos...

      Já o Betinho andou nesse esquema (entre A e B) com o Sá Pinto. Sem grande sucesso, diga-se, mas na altura era tudo mau demais. À imagem do Esgaio, tenho dúvidas que se possa afirmar no Sporting. Pode ser que um empréstimo nessas condições ajude a esclarecer se estou enganado.

      Eliminar
    4. http://m.ojogo.pt/m/article?contentID=3416457&related=yes&sectionID=

      Eliminar
  3. Mas voces nao foram buscar um gigante frances ao lyon para central? Esse nao conta?

    Galaad

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem me estava a lembrar quando fiz os 24. O único fator que me leva a pensar que pode ser apresentado é o valor da transferência. Porque pela descrição, experiência, idade, opções para o lugar, etc. diria que vai para a equipa B. Veremos.

      Eliminar
  4. Koba,

    Nem por sombras esse teu plantel será aquele que vai subir na 6ª feira. O que não quer dizer que eu o ache mau ou longe daquilo que eu queria para o Sporting 2014/2015. Não fazendo mais contratações (sem ser o def-esquerdo), tirava Heldon (colocava Wilson) e o Geraldes (colocava o Esgaio). Assim não mexia muito.
    Mas não vamos debater o Esgaio outra vez, não vale a pena...

    Esse não será o plantel porque quem contratou Geraldes, Slavchev, Oliveira não vai assumir que errou. Como não assumiu com Heldon, Hugo Sousa, Enoh, Welder, Magrão (este até jogou demais), etc.

    Por isso, ainda saltará Tobias e eu ainda acho que vão existir surpresas (más) até ao fim de Agosto. Acho que Patrício, Dier, Cédric, Martins e Adrien vão estar na pole position para sair. E porquê? Porque são bons e baratos. Não digo que é para sairem todos mas será por aqui que poderão vir encaixes (William está fora porque é caro e, a sair, já estamos todos a contar com isso). Os Capeis desta vida, como Maurício e Heldon já é mais complicado e por lá continuarão até acabar contrato ou até à rescisão.
    Agora aquele quintento, que é uma "espinha" da equipa é que não são fáceis de substituir e difíceis de encontrar (tal é a dedicação e paixão ao clube).

    Estou curioso por sexta-feira. Acho até que vão subir mais de 25 jogadores.

    abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cantinho,

      Já no ano passado eu pensei que podiam apresentar a equipa B. Mas na verdade andavam por lá muitos casos complicados (Ilori, Jeffren, etc) e acabei por compreender que não dava.

      Este ano, de que me lembre, não há casos, pelo que podem perfeitamente apresentar A e B (em conjunto ou separadamente). Caso contrário, duvido que sejam mais do que 25.

      O Wilson já não está mas tenho que te confessar que não o veria como concorrência ao Heldon. Se não tivesse saído, poderia ser uma alternativa para PL. Para extremo, e depois da aposta dos temakis do ano passado, já não arriscaria!

      O Esgaio precisaria de se assumir como DD para que eu acredite. Apenas isso. Como extremo, não acredito. Mas enfim também não acreditava no Acosta e hoje tenho-o como uma das minhas grandes referências de sportinguismo.

      Não acredito que saiam os que dizes, por diferentes motivos:
      - acho que perdemos o timing para transferir o Patrício, agora é muito complicado;
      - o Dier se fosse para sair duvido que fosse titular nos jogos da pré-temporada (o MS deve estar a par dos problemas, se é que os há);
      - o Cedric e o Martins porque seria um disparate vendê-los;
      - o Adrien é o único que talvez possa sair porque o ordenado é alto.

      Abraço

      Eliminar
    2. Cantinho, infelizmente parece que no Dier acertaste: http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=492148.

      Incompreensível. Acima de tudo porque o Dier foi sempre titular até agora. Para quê?

      Eliminar
    3. Porra Koba,

      há vezes em que odeio ter razão. E isto foi só o início. E começou mal, muito mal.

      Eliminar
  5. Ora aqui vai também o meu plantel e algumas dúvidas

    GR: Patrício e Boeck

    DD: Cedric e Geraldes - 1ª dúvida – porque realmente não tem convencido, mas o certo é que o Esgaio pelos vistos também não tem convencido o Marco Silva.

    DE: Jefferson e outro, espero que o tal argentino Jonathan Silva

    DC: Dier, Mauricio, Paulo Oliveira (outra dúvida) e outro – Rabia? Tobias? Semedo? Acho que seria muito importante ter um terceiro central que desse todas as garantias. É pena a novela com o egípcio… dizem que é realmente um bom valor. Tobias? Parece que conta pouco para o Marco Silva nesta a fase pelo menos a julgar pelo nº de minutos. E sim recuso-me acreditar que a estrutura não deixa ou interfere com as escolhas do treinador. Semedo? Parece-me que terá muitas boas condições mas terá muito pouca cabeça. Porque será que depois daquele jogo com a Fiorentina o LJ nunca mais lhe deu uma hipótese? Sim recuso-me a acreditar que a estrutura não deixou… Quanto ao Rojo dou como certo que saía…

    MD: Wiliam e Rossel. Simples.

    MC/MO: Adrien, Slavchev (acredito que venha a ganhar importância mais lá para frente), Martins, João Mário e Gauld

    EE/ED: Carrilho, Mané, Shika e outro? Kostic? Também parece claro que para esse outro entrar terá que haver saídas, Capel e ou Heldon. Gostaria muito de ver sair o Capel e ficaria satisfeito com uns 3,5 M€

    PL: Montero, Tanaka e Slimani. Acho quase impossível que o argelino não saía. É preciso fazer dinheiro!! É óbvio que é preciso ir buscar alguém.

    Sobre o Esgaio, Wallyson, Chaby e Iuri acho que com este plantel haveria algum espaço para ao longo da época dar minutos a alguns e ao mesmo tempo não cair sobre eles uma responsabilidade excessiva. O Mané teve essa possibilidade no ano passado. É também perfeitamente possível que alguns façam o percurso que o João Mário fez.

    Não resisto a falar do Maurico, esse patinho feio que parece causar alergia a tanta gente. Durante o jogo o Pedro Henriques dizia que é o melhor central do Sporting. Não diria tanto… mas parece-me extremamente eficaz, com um baixo número de perdas de risco como evidencia o Filipe no seu Blog. Fico também com a sensação que é mais “fácil” jogar com ele ao lado, foi para o Rojo e também me parece que seja para o Dier.

    Ahh sobre a qualidade dos reforços e não entrar ninguém de caras. Bem para isso seria preciso gastar bastante e a situação do clube não se alterou num ano certo? Penso que o que se tentou foi acrescentar jovens com valor e pontencial, dando profundidade e banco ao plantel.

    Parece-me claro que este grupo é superior ao do ano passado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. FCS, há casos de óbvia intervenção da estrutura, e eu compreendo e aceito essa intervenção

      Veja-se o Viola, que chegou, treinou, entusiasmou quem viu, e foi dispensado. Quando até faz várias posições no ataque. A estrutura não o quis, eventualmente porque ganha muito. Eu aceito, há opções que vão para além do treinador. Não dramatizemos a intervenção da estrutura, mas que ela existe, parece-me inegável. Já tenho mais dúvidas que o BC faça o 11 inicial :). Agora, não duvido que o MS ao utilizar o Dier tantas vezes o faz porque a estrutura não o impede. Ele sabe que há ali qualquer coisa com o Dier - como diz o povo, onde há fumo, há fogo.

      Concordo consigo quanto ao Maurício, é muito eficaz. Mas é também uma liability - aquela entrada sobre o jogador do Twente, na Championsm até vermelho pode dar. Mas não fique com ideias erradas: gosto do rapaz. Acho é que poderíamos ter um titular com outra qualidade e fazer do Maurício o "nosso" Jardel - central certinho, não faz grandes ondas, está lá quando é preciso e cumpre. Mas enquanto nenhum dos outros provar que oferece mais à equipa, não me choca absolutamente nada que seja o Maurício o titular.

      Quanto à comparação com o ano passado, há mais opções, parece-me inegável. Mas no ano passado não foi preciso recorrer a mais do que os que jogaram habitualmente. Lesões foram poucas, um castigo aqui e ali, não estávamos na UEFA. Se fosse preciso, havia os jogadores da equipa B que estão referidos no post e nos diversos comentários, incluindo o seu. Desta feita, para além desses, há outros a quem vejo algumas qualidades, sim, só não vejo é evidentes mais-valias relativamente aos que já lá estavam. Espero estar enganado, claro. E se sair o William levamos aí um golpe...

      Por fim, deixe-me dizer-lhe que apesar de já termos jovens com valor e potencial (ou pelo menos apregoamos que temos) ainda assim não me choca que o caminho seja esse. O tema é que o Paulo Oliveira podia ser o Tobias ou o Ruben Semedo; o Slavchev nem percebo para que é necessário, sinceramente, considerando a promoção do João Mário; e o Esgaio podia estar no lugar do Geraldes. O valor destas contratações podia ter sido canalizado para a contratação de um jovem com valor e potencial numa posição em que efetivamente precisássemos dele (na minha opinião, o extremo seria prioritário).

      Abraço

      Eliminar
  6. Sobre o ser candidato ao título? Estou com o André Martins. Tratando-se do Sporting, tendo ficado em 2º lugar no ano passado... é claro que o objectivo só pode ser fazer melhor e melhor que o 2º lugar... Sem dramas apenas o que é natural para o Sporting.

    ResponderEliminar
  7. Queria ainda confirmar, retrospectivamente, que fui que pediu a contratação do Magrão. Que é um jogador muitíssimo superior ao João Mário. Fui também eu que solicitou a contratação do Héldon e por isso o coloquei a jogar imediatamente. Que os meus critérios para meter o Maurício a jogar em vez do Dier sempre foram desportivos. Que sempre entendi jogadores como o Ilori, o Bruma, o Labyad, o Jeffrén como perfeitamente dispensáveis e muito inferiores ao Wilson Eduardo, ao Capel e ao Héldon. E que considerava carinhosamente o Welder como opção da equipa principal porque ele tem muita qualidade e é muito superior ao Esgaio, ao Riquicho ou ao Árias que também mandei empandeirar.

    Jamais a estrutura impediu ou desaconselhou a utilização de um jogador. Eu aliás sabia que tinha toda a liberdade para criticar a estrutura pelo desacerto de algumas contratações. Só não o fiz porque acredito realmente no potencial do Shikabala, acho que o Vitor ainda vai explodir e que o Cissé é um diamante por lapidar que apenas precisava de ritmo de jogo no Arouca.

    Queria também referir que não tive nenhuma participação na contratação do Montero. Essa foi uma escolha do presidente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. (sem acentos porque em francês troco-os todos e certamente com alguns erros, mas o Leonardo percebe-me...)

      Cher Leonard,

      L'unique question relevante c'est la suivante: nous avons Patricio pour transferer et tu as un "bronco" de la Russie avec beaucoup d'argent. On peut faire le truc par quelque chose comme 12M€. Je te rappelle qu'avant le Sporting vous marchiez dans les rues de l'amertume avec la "gloire" d'avoir mangé la femme du grecque...

      Salutations

      Eliminar
  8. Franguisse? Hors de question.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nous avons autres jouers très, très bons mais si n'est pas possible de reussir la contratation de Gaitán, il faut rappeler Capel, un gaucher extraordinaire!

      5M€ - une "pechinche"!

      Eliminar