14/05/2014

Parece que já está mesmo (a caminho do Monaco, leia-se)

Obrigado Leonardo por me teres feito sonhar novamente.

Eu e, arrisco, todos os sportinguistas. Não houve um só de nós que não tenha alimentado o sonho de ser campeão, considerando a classificação ao fim da primeira volta. Era difícil, mas essa esperança estava presente, lá no fundo de cada um de nós.

Só por isso, vou sempre recordar-te como uma referência positiva na minha vida de sportinguista. Depois das cabeçadas contra a parede da época passada, andámos de cabeça levantada toda a temporada. Muito graças a ti, o que nunca vamos esquecer.

Boa sorte!

Apenas três notas:

1. Fiquei muito satisfeito, desde a primeira hora, com a contratação de Leonardo Jardim. E face ao início do campeonato, fiquei muito agradado com a sua performance enquanto treinador, chegando inclusivamente a dizer (e mantenho) que foi a principal e melhor contratação do Sporting. A primeira volta foi bastante positiva, o Sporting estava organizado e confiante e desde cedo se percebeu que íamos ter uma época muito acima da anterior.

2. A segunda volta foi algo deprimente, não tanto quanto aos resultados, mais quanto ao futebol. Os pontos iam pingando e no curto prazo isso era o mais importante. Assegurámos o segundo lugar, mesmo jogando pouco, e isso era, a dado ponto, o essencial (e o possível, já agora). Mas todos sabíamos que com aquele futebol não iríamos repetir a época que fizemos este ano. A esperança era que o próprio Jardim também o soubesse e tivesse noção da necessidade de dotar a equipa de outra dinâmica e outra qualidade de jogo.

3. Não havendo Jardim, a meu ver impõe-se:
a) uma decisão rápida, mas segura, quanto ao substituto (agrada-me o Marco Silva);
b) a identificação do que há a melhorar, não só no plantel mas também no aproveitamento dos jogadores que já temos (e recordo que (i) com os mesmos jogadores o futebol da primeira volta era diferente, para melhor e (ii) temos uma equipa B) e dispensa dos que não queremos (não acredito que o novo treinador queira Magrões, por exemplo);
c) uma reponderação da afirmação clara de uma candidatura ao título, agora que tivemos este revés (que pode não ser um revés, porque até é possível melhorar, mas condiciona seguramente a estabilização de um modelo de jogo, mesmo que não tenhamos que começar do 0).

Bola nos pés de BC e Inácio.

4 comentários:

  1. Koba (4 dias sem net - daí não ter respondido no post sobre o jogo do Estoril - mas ainda vou a tempo),

    "Não houve um só de nós que não tenha alimentado o sonho de ser campeão, considerando a classificação ao fim da primeira volta. Era difícil, mas essa esperança estava presente, lá no fundo de cada um de nós." - Mérito de Jardim (até por isso seria bom ficar e resolver os problemas por si). Um upgrade enorme face às últimas épocas.

    As notas:

    1. Nada a dizer. Foi mesmo isso. Jardim, Patrício, Montero, William, Adrien, Cédric e Jefferson foram as "contratações" deste Sporting. Jardim no topo, sem dúvida.

    2. Mais que discutido entre nós. Nada a apontar.

    3. Veremos se será Marco Silva. Vejo muita indefinição e pouca confirmação. Vejo a "fuga" de Villas-Boas para o Porto da mesma maneira que vejo esta novela. Marco quer o Benfica e Benfica quer o Marco. Depende de Jesus. Não tenho tanta certeza se Marco será o treinador do Sporting. Se isto se arrastar, e Vítor Pereira longe, pode-se começar algo de muito mau para esta direcção.
    É importante vir alguém que mostre ao plantel que vale a pena continuar no Sporting, mais um ano. Não se pode passar a mensagem que é um ano ZERO novamente. Jogadores querem evoluir. O Sporting tem de ir nesse sentido.

    abraço

    ResponderEliminar
  2. Cantinho,

    Não podia estar mais de acordo quanto ao comentário no ponto 3. Se isto se arrasta, ainda acabamos com um "Paulo-Sousa-campeão-de-Israel-como-se-isso-fosse-algo-de-jeito". Ainda mais de acordo quanto ao tema "novo ano zero", ninguém aguenta (nem eu, quanto mais um profissional de futebol).

    Leio n'A Bola que o acordo de princípio com o Marco dura até final de Maio, o que, a ser verdade, significa que não estão a dormir.

    Quanto ao JJ, tenho a sincera esperança que saia mas seja substituído por um Laudrup ou algo do género.

    Abraço

    ResponderEliminar
  3. A Liga fica mais equilibrada se Jesus sair. Ele é o farol daquele clube. Melhores jogadores? Sim! Mas Jesus é o principal senhor do sucesso destes 5 anos.

    Vamos ver o que acontece até final de Maio.

    (Paulo Sousa... o que te lembraste; eu já vejo o Couceiro)

    ResponderEliminar
  4. Couceiro acho impossível face ao passado recente

    E espero que ninguém se lembre do Pedro Martins pela experiência no lançamento de jogadores B no Marítimo...

    Marco Silva parece mesmo a melhor opção

    Essencial JJ ir para o Milan (ou outro qualquer...)

    ResponderEliminar