17/04/2014

Benfica-Porto

Não sei se o Gorbyn vai ou não escrever sobre o jogo de ontem, mas como tem andado desaparecido aqui vão algumas linhas:

1. Já o disse aqui várias vezes: este Porto está descaracterizado. Sem tirar qualquer mérito ao Benfica - bem pelo contrário, virar o jogo 10 x 11 não é para qualquer um - nenhum FCP de que me lembre era eliminado no jogo de ontem. Um FCP com João Pinto, com André, com Bandeirinha, com Gomes, com Aloísio, com Jorge Costa, com Paulinho Santos, e por aí fora não era eliminado ontem. Este, em que nem sei quem foi o capitão de equipa, foi de vela.

2. O Benfica está numa dinâmica tremenda: vai ser campeão no Domingo, vai provavelmente ganhar a Taça e tem hipóteses de se apurar com a Juventus. Jogador a jogador, a Juventus até pode ser superior (e tenho dúvidas se o é em todas as posições). Mas do que vi no Juventus-Lyon, o Benfica joga mais e tem mais equipa. Pode perfeitamente eliminar a Juventus. Acredito que vá praticamente renunciar à Taça da Liga (este ano, finalmente, os benfiquistas vão pô-la no devido lugar).

3. Resta saber se é um fogacho ou se o Benfica se prepara para substituir o FCP como crónico campeão nacional. Crónico que, como é evidente, não significa único. Há sempre anos que correm menos bem, ou há anos que correm particularmente bem aos adversários. E pode haver também o aparecimento de um terceiro - assim o espero!! - que acabe com esta bipolarização. Mas o estatuto de super-favorito vai estar no lado do Benfica nos próximos anos. Veremos se correspondem.

4. Que arbitragem miserável a de Pedro Proença. Assinalou todas as faltinhas que pôde assinalar, deu cartões a despropósito, adotou critérios incompreensíveis, expulsou os dois treinadores por coisas de nada, expulsou o Quaresma por quase nada e no final permitiu que não houvesse jogo durante quase 20 minutos. Não digo que o FCP marcasse um golo, mas nem houve jogo que o permitisse: a partir de uma escaramuça lá para o minuto 82, o jogo acabou.

5. O Rio Ave também afastou um Braga descaracterizado, a fazer lembrar o Sporting do ano passado. Sem futebol, sem rasgo, um rotundo zero. E desta vez o miracle man Salvador enganou-se: não me parece que Paixão seja truta para aquelas águas. O Braga se tiver juizinho recupera o Domingos e faz-se à vida. Quanto ao Rio Ave, acaba de fornecer mais um nome para a lista dos possíveis treinadores do FCP no próximo ano. A menos que Pinto da Costa tenha levado a mal o facto de Ukra (formado no FCP) e Nuno Espírito Santo (ex-FCP) terem festejado efusivamente quando lhes chegou a notícia de que o Benfica tinha eliminado o FCP, o que assegura a Europa e a disputa da Supertaça ao Rio Ave em qualquer cenário...

2 comentários:

  1. Estranho não haver qualquer referencia á expulsão do Siqueira que é, no minimo, ridicula e injusta. Quaresma devia ter sido expulso logo na primeira parte, com vermelho directo por causa de uma entrada assassina. Acho o penalty mal assinalado, mas no jogo corrido o meu primeiro instinto foi dizer que era efectivamente falta.
    Entrámos neste jogo a perder 1-0, empatámos, voltámos a ficar atrás na eliminatória com 10 para11, voltámos a empatar e virámos para 3-2. Foi de garra, foi com alma e foi com crença. E, onde dói mais, foi justo. Acho que esta é que lhes vai custar a engolir, não os 4 do Sevilha. Esta foi mesmo o ko deles, penso eu, para muitos anos. O dia em que os mandámos para Contumil a jogar com 10.

    Para terminar, só mais 2 notas:
    . O menino que marcou o terceiro golo foi dispensado do porto em 2008. O responsavel da formação dos andrades, na altura, era um tipo chamado... Luis Castro.
    . Os adeptos andrades que tiveram de ficar no interior da Catedral por motivos de segurança, só sairam cerca de hora e meia após o jogo ter acabado. Durante esse tempo tiveram de chupar com o hino do Benfica na instalação sonora do Estádio em volume máximo em modo repeat. Não sei se concordo com isso, mas também não deixo de achar uma certa piada...

    Ass. Galaad

    ResponderEliminar
  2. Galaad,

    A arbitragem foi miserável. Não interessa muito se beneficiou o Benfica ou o Porto, nem é esse o tema. A única parte em que abordei o facto de um ter sido beneficiado e o outro prejudicado foi no tema da perda de tempo, porque aí é objetivo. No resto, há sempre discussão. Há quem diga, amigos meus benfiquistas incluídos, que o Siqueira leva o primeiro amarelo por acumulação de faltas.

    Quanto à tua nota final: estou seguro que a Convenção de Genebra proíbe esse tipo de tortura. Espero que o Benfica seja severamente punido.

    Abraço

    ResponderEliminar