21/03/2014

Ricardo Quaresma


Tenho uma confissão a fazer: na altura em que Quaresma e Ronaldo coincidiam no plantel do Sporting, eu era daqueles que dizia que Quaresma era melhor: o seu talento era superior; a sua afirmação (no Sporting) foi mais rápida; o contexto em que foi lançado (numa grande equipa) era bem mais difícil do que o de Ronaldo (lançado numa equipa medíocre). Mas acima de tudo Quaresma teve a lata de fazer, ao primeiro jogo oficial com a camisola do Sporting em Alvalade, as maiores patifarias aos adversários do FCP (nosso adversário no primeiro jogo do campeonato 2001/2002) que lhe iam surgindo pelo caminho. Sem medo, sem pressão e com muito, muito talento.

Hoje mantenho a opinião de que Ricardo Quaresma foi o mais talentoso jogador que vi lançar no Sporting Clube de Portugal. Não vi Futre (era muito novo) mas Quaresma, quando chegou ao plantel principal, tinha um talento inigualável. Superior a Figo, muito superior ao baixote que joga num clube de bairro de Barcelona, a meu ver superior a Ronaldo, superior a Nani, muito superior a Bruma.

Faz-me por isso muita pena que atue, novamente, pelo FCP, clube que consegue tirar dele um rendimento elevado. E custa-me muito vê-lo insultado em Alvalade, custa mesmo. Porque quando vejo golos como o de ontem, em Nápoles, sinto uma saudade imensa de ver aquele menino a dar cabo de um Mário Silva e a marcar golos como os que nessa época apontou ao Salgueiros, em Vidal Pinheiro, ou ao Leiria, em Alvalade. Obras de arte de talento puro.

Por isso continuo e continuarei a gostar de Quaresma: o mais talentoso que vi em Alvalade. O talento não chega para uma grande carreira; mas chega para ficar na memória. E o seu primeiro título de campeão foi em Alvalade, o que ele certamente não esquece.

7 comentários:

  1. Quaresma sempre teve talento puro e até o desenvolveu bem. O que não desenvolveu foi a sua tomada de decisão, que continua a ser muito centrada em si. Ele só olha para ver a quem pode passar a bola se estiver numa das linhas. E mesmo assim se já estiver perto da quina da área começa logo a pensar em rematar em arco.

    O Quaresma de hoje em dia é facil de anular, tal como prova a 2ª parte do SCP-FCP. Basta teres um jogador sobre ele e outro na contenção (caso do William na 2ª parte) e o "talento" dele desaparece. E é precisamente por causa da dependência de Quaresma que espero que o FCP perca pontos já neste fds, já que ele não vai jogar.

    ResponderEliminar
  2. Mike, sem tirar da equação as circunstâncias pessoais de cada um (cabeça, família, apoio) Quaresma não teve a "sorte" que teve Ronaldo.

    Na idade em que mesmo um puto convencido percebe que tem tudo para aprender, Ronaldo foi para um clube altamente profissionalizado, com o melhor treinador do mundo à época, um campeonato com uma mentalidade paciente (vejam-se os Wengers e os Moyes) e (é bom não esquecer, por muito que não aprecie a personagem em causa) um adjunto (da sua nacionalidade, ainda para mais) que lhe permitiu um enquadramento "especial" (li recentemente a biografia do Ferguson que assegura que Queiroz foi essencial no crescimento de Ronaldo).

    Já Quaresma foi parar a um Barcelona que (ainda) perdia campeonatos para o Valencia, numa fase de reconstrução, com um novo treinador e uma nova equipa. Repito que não excluo as circunstâncias pessoais de cada um (Ronaldo é um super-profissional, Quaresma sabemos que não), mas pergunto-me se Quaresma, com o enquadramente certo no momento certo, teria ou não crescido ao nível de um Ronaldo.

    No demais, concordo. Quaresma foi anulado na 2ª parte e o FCP vive muito de Quaresma, 100% de acordo.

    Abraço

    ResponderEliminar
  3. Mas CR7 foi sempre 1 jogador disposto a aprender e a evoluir ao invés Quaresma foi treinado por grandes treinadores e nunca conseguiu elevar o seu nível para o patamar que o talento dele merece.

    ResponderEliminar
  4. Ace, hoje todos dizem isso, é verdade, incluindo os que foram técnicos dele nas camadas jovens. E eu não digo que o Quaresma seria um Ronaldo, nem digo que ficaria a treinar sozinho após os outros irem para o balneário, nem sequer digo que faria a vida regrada que o Ronaldo faz.

    Digo é que aos 18 anos, o Ronaldo foi parar às mãos do Ferguson (herói em Manchester e treinador, na altura, há quase 20 anos) e foi integrado numa equipa vencedora, construída de há vários anos, na estrutura mais estável do mundo, num clube e numa cultura exigente mas paciente, com o bónus de ter um adjunto que pessoalmente se empenhou no crescimento e integração do jogador (ver a autobiografia do Ferguson).

    O Quaresma foi parar às mãos do Rijkaard, novo treinador em Barcelona, a reconstruir uma equipa que nada ganhava, sujeito à pressão de uma conjuntura e de uma cultura onde se exigem resultados imediatos e num local onde o estrangeiro tem que mostrar rapidamente o que vale (veja-se o que aconteceu a Ibrahimovic em Barcelona e já não era propriamente um jovem).

    Depois sim teve bons treinadores, é verdade, até pelas mãos de Mourinho passou. Mas no momento-chave não teve grande sorte, voltou a Portugal, levou com Del Neri, Fernandez e Couceiro, depois com Adriaanse e com Jesualdo (que sendo bons treinadores não são seguramente Fergusons - e só me refiro aos dois últimos). Quando saiu para o Inter e para as mãos de Mourinho, já levava 5 ou 6 anos de atraso de Ronaldo.

    Dou um exemplo: se o William Carvalho tivesse tido o Domingos ou o Sá Pinto, ou fosse emprestado a um Mota ou um António Conceição, e andasse 3 ou 4 anos nisto, quando chegasse às mãos do Leonardo Jardim, já com 24 ou 25 anos, iria ainda a tempo de evoluir como está a evoluir agora? Possivelmente sim; provavelmente não. Pode acontecer, não digo que não - e aí, voltando à "vaca fria", o único responsável é o próprio Quaresma.

    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Percebo o teu ponto de vista mas na minha opinião RQ é 1 predestinado e por isso acho que o seu nível nao atingiu outros voos por sua culpa mas como é obvio as circunstâncias também podem ter ajudado.

    Abraço

    ResponderEliminar
  6. Quaresma é um talento. Mas isso não chega (ou chegou).
    Também acho que tem muito mais técnica de Ronaldo.
    Aliás, fazer qualquer comparação com Ronaldo já é um claro exemplo da sua elevada qualidade.

    Mais do que esses jogos que mencionas (Porto, Salgueiros e Leiria), eu recordo uma eliminatória da Taça de Portugal em Alverca. Acho que ficou 0-0 e depois ganhámos no 2º jogo, em Alvalade. Quaresma arrasou!!! Nunca tinha visto nada assim. Nem sei se há vídeos disso. Nota a mais: nesse jogo, Boloni jogou com Gisvi a ponta de lança.

    ResponderEliminar
  7. Concordo. Com 18 anos, Quaresma tinha mais talento do que CR. Outras coisas lhe faltaram na carreira, que não o talento. E foi com tristeza que o vi regressar 2 vezes a Portugal para outro clube, que não o nosso. Primeiro, porque ele é sportinguista e nunca falou mal do nosso clube. Segundo, porque gastámos rios de dinheiro em salários de jogadores medianos sem metade do seu talento.
    Recordo um jogo que vi de férias em Vigo, num torneio de verão, onde Quaresma partiu a loiça toda. Ganhámos o torneio e os espanhóis ficaram doidos com ele. O Celta de Viga naquela altura tinha jogadores de classe, tendo na época anterior espetado 7 batatas aos lampiões. Quantos títulos teríamos ganho se ele tivesse regressado à sua casa, é a pergunta que já fiz a mim próprio várias vezes.

    ResponderEliminar