16/12/2013

Que triste Benfica

Que triste Benfica que apresenta um futebol miserável e que apenas me prende à televisão porque é a minha equipa. Fosse qualquer outro jogo e não resistia mais do que 15 minutos. A relva pode explicar um pouco mas está muito longe de ser a principal culpada;

Que triste Benfica que sofre golos em todos os jogos e que permite a equipas como o Arouca e Olhanense colocar duas bolas na baliza de Artur;

Que triste Benfica que só por lesão vê sair do onze, jogadores que há muito já deviam estar a aquecer o banco. Markovic na jornada anterior e Artur neste jogo. Os dois golos sofridos mostram um guarda-redes que não evita um golo que seja e que, em qualquer um deles, poderia ter feito bastante mais;

Que triste Benfica que depois de dar a volta ao marcador logo no início da segunda parte, não conseguiu dilatar a vantagem. Os contra-ataques não saíram e os pontapés para a frente foram mais do que muitos. Ainda para mais, vai dar origem a uma série de comentários relacionando o primeiro golo obtido em fora-de-jogo com os 3 pontos (mesmo que tenham existido também vários foras-de-jogo mal assinalados contra o Benfica);


Que triste Benfica que tem um treinador que não larga o 4-4-2 apesar de todos já terem percebido que a equipa é bastante mais competitiva com apenas um avançado, ainda por cima com um Lima e Rodrigo que raramente funcionam bem como dupla da frente. Só Matic e Gaitán conseguiram escapar a exibições miseráveis;

Que triste Benfica que, para além de já não conseguir compor as bancadas do Estádio da Luz, também já não consegue boas assistências nos jogos fora. Não se pode exigir tudo pelo amor ao clube, pelo que as exibições e a distância entra a ambição e vontade dos adeptos e as da equipa, acabam por pesar mais. 

6 comentários:

  1. É verdade que o Benfica esta época está uma verdadeira "tristeza" mas a verdade é que tem excelentes hipóteses de ser campeão e se o for ninguém se lembra do percurso...

    Em relação ao jogo de ontem é realmente estranho como é que o SLB depois de estar a ganhar não serena e embala para 1 resultado mais dilatado é que neste momento o Olhanense é sem qualquer duvida a pior equipa do campeonato e o SLB permitiu que eles sonhassem com o empate até ao fim do jogo.

    O lance fora de jogo para mim não tem qualquer importância por 2 motivos:
    1 É que é daqueles lances que sem linha não se consegue ter a certeza se esta offside
    2 É verdade que houve vários lances perigosos do SLB mal assinalados pelo mesmo arbitro auxiliar.

    Mas a verdade é que principalmente os Sportinguistas tem motivo para exaltar esse lance ( e o do Jackson) porque o que aconteceu ontem durante todo o dia foi vergonhoso (já para não falar na capa da Bola), o SCP deu 3 secos num jogo em que ficou 1 penalty e expulsão por assinalar a seu favor e de repente fizeram parecer que se não fosse o 1golo mal assinalado o SCP não tinha ganho e passado 24h vemos SLB e FCP vencer com exibições muito menos convincentes e com golos irregulares.

    ResponderEliminar
  2. Gorbyn, em particular fiquei surpreendido com o 2º golo do Olhanense. Não se tratando de um clássico frango, é o tipo de remate que o Artur deste ano tem obrigação de defender. Depois de ter pensado, no ano passado, que o Benfica precisaria de um GR, este ano vi o Artur fazer grandes exibições (destaco a de Alvalade, que vi ao vivo, onde esteve impecável). Mas ontem aquela bola nunca pode entrar. Agora, basta que o Oblak não faça nenhum disparate até ao clássico e será o GR nesse jogo; se se portar bem, fica com o lugar até final da época.

    Ace-XXI, de acordo com a análise macro aos temas de arbitragem. Mas na análise dos lances temos algumas divergências:
    - no do Lima até concordo integralmente;
    - no do Jackson aplicaria mais ou menos o mesmo raciocínio, não considero um golo ilegal;
    - no do Cedric eu sou um pouco mais radical: para mim nem sequer é falta, nem dentro, nem fora da área ou sequer fora do campo.

    Mas enfim com mais ou menos futebol foram, todas elas, vitórias normais.

    ResponderEliminar
  3. Ace-XXI, completamente de acordo! A minha angústia está mais relacionada com a incapacidade que o Benfica actualmente demonstra em melhorar o seu futebol. Estivesse numa trajectória ascendente e não teria qualquer problema pois de facto, o atraso em relação ao primeiro é quase nada. O pior é que, tirando os jogos com o Olympiakos fora e o Sporting para Taça, o Benfica nunca conseguiu entrar nos eixos pelo que assim, o mais provável é atrasar-se ainda mais. Este fim de semana os 3 grandes foram beneficiados em lances de golo (até me parece que a falta do primeiro golo do Porto não existe) pelo que ninguém pode falar. Agora, mesmo sabendo que o Sporting venceria aquele jogo de qualquer das formas pois está com a confiança e a qualidade de jogo para até eu acreditar que assim seria, têm que nos dar essa de borla: é impossível não gozar com aquele lance, é bom demais!

    Koba, também eu espero que o Oblak aproveite a oportunidade e agarre a titularidade de vez. No entanto, não me admiraria que Jesus voltasse a dar a baliza ao Artur mesmo com grandes exibições do miúdo.

    ResponderEliminar
  4. Koba eu também concordo que o fiscal não tem como saber se Jackson esta offside ou não e aceito perfeitamente a decisão (mesmo o do lima é 1 lance muito rápido que em jogada corrida não é fácil de ver a irregularidade) mas o que me deixa mesmo fdd é ver que basta 1 lançe para nos colocarem o rotulo de equipa levada ao colo na CS... E o mais incrível é que o fazem num jogo em que fica 1 penalty e expulsão do adversário por assinalar a nosso favor!

    O futebol português mete nojo também por estes mind games que se jogam por fora do relvado de forma a criar pressões para nos próximos jogos vir a lei da compensação ainda bem que pelo menos na net se encontram os sites onde se pode ler e discutir futebol de forma mais "transparente".

    Gorbyn o lance realmente é único e percebo o vosso gozo mas o lance deixa uma duvida caso exista falta fora do campo faz algum sentido reatar o jogo com bola ao ar? É que é isso que tenho lido pelos especialistas e parece-me uma coisa sem qualquer logica.

    ResponderEliminar
  5. Ace XXI, passo a reproduzir um comentário que deixei no blog do Cantinho do Morais (e que vou referir no posto sobre o jogo do Sporting se e quando tiver tempo de o fazer):

    "Acabo de ver um teste feito pela FPF a árbitros em 14 de Fevereiro de 2013.

    Uma das perguntas é a seguinte: "um jogador, de posse da bola junto à linha lateral e perto da linha de meio-campo, faz uma finta a um adversário, adiantando a bola e tentando ultrapassá-lo por fora do terreno de jogo e aí é empurrado pelo adversário, o suficiente para ser ultrapassado na corrida para a bola. O árbitro assistente, em excelente posição, assinalou a infração. O que deve fazer o árbitro?"

    Trata-se de um caso análogo ao do Cedric, admitindo que a falta sobre o Cedric foi fora do campo (não concordo sequer que tenha sido falta, mas vamos admitir que foi e que foi feita fora do campo).

    Nesse mesmo teste da FPF, a resposta indicada como correta é a seguinte:

    "O árbitro deve interromper o jogo, advertir o jogador infrator por sair do terreno de jogo para empurrar o adversário e punir a sua equipa com um pontapé livre indireto no local em que a bola se encontrava no momento da interrupção".

    Ou seja, nada do que diz o Pedro Henriques ou o Leirós: seria livre indireto."

    Como também dizia nesse blog, o preocupante é que nem ex-árbitros, alguns deles internacionais, conheçam as regras!

    Abc

    ResponderEliminar
  6. Boa Koba (Ace-XXI, não fazia a mais pequena ideia). Caso fosse falta, seria uma decisão que considero injusta! Mais fácil de perceber se imaginarmos uma rasteira ao invés de um encosto...

    ResponderEliminar