26/11/2013

Vitória sem direito a foto

Uma vitória algo imerecida no Domingo leva a que eu eu considere que não tem direito a foto neste post.

Porquê?

1. Porque o Sporting não jogou nada.
2. Porque o Sporting não merecia ganhar o jogo.
3. Porque o Sporting não criou um só lance coletivo perigoso.
4. Porque o Sporting, em diversos momentos do jogo, não conseguiu anular o Vitória.
5. Porque a dado momento eu estava conformado (satisfeito?) com o empate a 0.
6. Porque o jogo de Domingo me deixa algo apreensivo no que respeita à evolução da equipa.
7. Sim, também por preguiça minha...

De positivo, realço o "crer" e o "querer". O "crer" que levou a equipa, mesmo sem jogar bem, a assumir o jogo na parte final; e o "querer" porque, apesar da desinspiração, não vi ali ninguém desinteressado do jogo, como por vezes parece.

Aproveito também para dizer que este é daqueles jogos em que o Carrillo sai chamuscado injustamente. Porque, como já disse aqui várias vezes, também a propósito do Nani na seleção, só perde bolas quem arrisca algo diferente. Quem segue o plano à risca mesmo quando esse plano nitidamente não está a funcionar está seguro, porque está na bitola da equipa; quem arrisca algo diferente é o primeiro substituído porque em 10 lances acaba por perder 7. Mas nos 3 em que consegue fazer algo diferente, cria os únicos lances de mínimo perigo que o Sporting conseguiu criar em todo o jogo. O que também não justifica, nisso concordo, que saia a passo do campo.

No plano individual, boa entrada do Salomão no jogo e aplausos para o oportunismo do Slimani. As desilusões maiores foram Capel (não conseguiu uma só das suas arrancadas), André Martins (acho que o Vítor já vai merecendo mais oportunidades) e Montero (muito abandonado à sua sorte, é verdade, mas neste momento parece que os adversários e os árbitros já lhe toparam os truques que tinha mostrado, espero que tenha outros na manga). Defensivamente, e uma vez que na 1ª parte só acompanhei o jogo a espaços (mas já vi no resumo que passámos um mau bocado), não me vou pronunciar.

Enfim, pese embora a apreensão pelo pouco futebol apresentado, a verdade é que estamos a 1 ponto do 1º lugar, com 4 pontos de vantagem sobre Estoril e Gil Vicente e, mais importante do que tudo, com 11 pontos de vantagem sobre o Braga. Isto depois de já termos jogado no Dragão, em Braga e em Guimarães. Todas as deslocações são complicadas, como é óbvio, mas eu diria que estas estão no top 5 (as outras duas são Luz e Barreiros) e já estão despachadas com 6 pontos em 9 possiveis.

Segue-se uma série de jogos relativamente acessível (só "relativamente"... a jogar como jogámos Domingo todos os jogos são difíceis). Se o Sporting ganhar os 4 jogos até ao final do ano creio que poderá solidificar de forma decisiva a sua vantagem na luta pelo 3º lugar. Quanto ao título, continuaria a deixar fora do discurso (a menos que neste mesmo período Porto e Benfica desatem a disparatar e acabemos o ano isolados em 1º, o que é pouco provável).

Mais importante do que tudo isso: a 01.12, temos, para além do jogo com o Paços de Ferreira, a caminhada do Jubas, o 1º evento de sportinguismo em que a minha filha de 8 meses irá participar (ainda que ao meu colo)! Orgulho!

PS1: Se nos baseássemos apenas no jogo de Domingo, seria forçado a dar razão ao Anónimo com quem mantive esta discussão. Espero, sinceramente, poder vir aqui brevemente dizer o contrário.

PS2: Face à sua decisiva intervenção no golo do Slimani, ainda bem que o Abdoulaye recuperou das mazelas que o vinham incomodando em certos jogos nos últimos tempos...

8 comentários:

  1. Não vi o jogo, logo os comentários serão sempre difusos e inconclusivos.
    Destaco só um pequeno desvio de opinião relativamente ao post:
    Eu tirava do top 5 das deslocações difíceis Braga e/ou Barreiros e acrescentava Amoreira (Estoril).

    grande abraço!

    ResponderEliminar
  2. Cantinho, os meus critérios para o top 5 não estão apenas relacionados com a qualidade das equipas (aí o Estoril estaria à frente do Vitória) mas também com a presença dos nossos adeptos. Na Amoreira, em regra, jogamos "em casa" (este ano será provavelmente assim), em Braga e nos Barreiros jogamos fora (tal como na Luz, no Dragão e mesmo em Guimarães).

    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. As duas idas à Madeira são sempre jogos complicados e já daqui a 15 dias a deslocação a Barcelos é preciso encara-la com grande seriedade.

    ResponderEliminar
  4. Do jogo com o Guimarães fica-me aquela sensação, se nestes jogos em que se joga tão pouco e se consegue somar 3 pontos... então tudo parece possível.

    ResponderEliminar
  5. Concordo plenamente com o que diz sobre Carrillo. Foi dos poucos jogos que não me irritou e que até achei que estava a fazer uma boa exibição (dentro do contexto do jogo), por isso achei os assobios realmente absurdos. Também estou preocupado com a evolução da equipa pois temos tido alguns jogos em que temos grande dificuldade em criar lances de perigo.

    Cumps

    ResponderEliminar
  6. Não concordo em relação ao André Martins. Ele fez um bom jogo, especialmente no plano defensivo e quando teve oportunidade para organizar. O problema é que ofensivamente ele está muito à frente no campo e não joga tão bem quando está perto de Montero, daí eu insistir que não deveria ser ele a fazer a 1ª pressão sobre os centrais e sim o Carrillo que é um jogador que não sabe defender.

    Concordo em relação ao Carrillo, neste jogo. Capel também esteve desinspirado, mas acredito que tenha sido apenas 1 jogo menos conseguido.

    ResponderEliminar
  7. Off-topic - Parece que noutras paragens quando a coisa corre mal também se assobia...

    Assobia-se é menos... já que muito nem lá vão.

    ResponderEliminar
  8. Koba, segundo o teu critério, o teu top 5 está mais correcto. Mas olha que nos Barreiros conseguimos bom apoio.

    abraço

    ResponderEliminar