03/10/2013

Era pedir demais, não era?

Não estou a falar de vencer o jogo em Paris. Nem estou a falar da equipa corresponder aos objectivos utópicos que LFV persiste em lançar para uma maioria de adeptos que se deixa levar por fábulas e histórias de encantar. Nada disso. O que estava a pedir demais era simplesmente que o mestre da táctica tivesse a capacidade de pelo menos aprender com os erros. Mas não, ele nunca tem culpa. Quando perde, há sempre uma razão qualquer externa. E quando não consegue vislumbrar uma minimamente decente, diz algo como ouvi esta noite: "O PSG comandou o jogo e a partir do momento que está a ganhar um a zero, dois a zero, três a zero, é natural que o Benfica não tenha dividido o jogo". Lindo! Esta ideia de que o Benfica nada tinha a fazer pois as individualidades e poderio dos franceses não podiam ser contrariadas é de grande treinador! É melhor e pronto, nada havia a fazer! É por isso que és um dos treinadores mais bem pagos do mundo! És pago para ganhar jogos a equipas mais fracas! Já em Maio quando defendi a não renovação de Jesus tinha alertado para este facto para contrapor quem defendia a "época quase perfeita" do Benfica "Se olharem para todos os jogos que o Benfica fez esta época, quantos equipas poderiam dizer que tinham melhor ou mesmo nível de plantel que o Benfica? Barcelona, Porto e Chelsea?.

By the way, o facto do presidente dizer que este é o melhor plantel dos últimos 30 anos mostra o quanto ele percebe de bola. Deixo apenas 4 nomes: Fábio Coentrão, David Luiz, Ramires e Di Maria (só estes dois últimos marcaram 4 golos esta jornada!).


Basicamente, Jesus voltou a repetir os mesmos erros que já tinha apontado nos jogos com Guimarães e Belenenses a partir do meio campo, com uma agravante que nem de Jesus esperava:
- Djuricic para um jogo destes acho que já nem é estupidez. Já é gozar com quem paga quotas e bilhetes! Acho que este sérvio tem qualidade mas nunca será para jogar tão perto do avançado como Jesus exige tipicamente aos 10 e como chegou a fazer, sem sucesso, muitas vezes com Aimar. Quando ainda não mostrou nada, com exibições muito apagadas e muito macio, colocar no onze titular em Paris... nem tenho palavras decentes para qualificar;
- Enzo continuou fora da posição, assim como Matic. Enquanto não repetirem as posições da época passada, é melhor não terem muitas esperanças em boas exibições. E qualquer dia Enzo volta a ter problemas pessoais, tantas são as posições que é obrigado a fazer num só jogo: médio direito, 8 e 10.
- Markovic entrou mas lá voltou à estúpida posição junto à linha. Ainda fez duas incursões pelo meio em velocidade a mostrar onde é que faz sentido estar mas mesmo assim acho que o protector dos invasores de campo ainda não percebeu;
- Para completar o gozo, colocou André Gomes que é uma grande aposta do técnico e que já jogou uns incríveis zero minutos no campeonato.

É um desespero. Como é possível ser tão tapado?! De resto, só se aproveitou mesmo Enzo Pérez e Luisão... 

A vitória fora dos gregos também não facilita mas pode ser que um empate fora e vitória em casa nos próximos jogos sejam suficientes para a qualificação...

1 comentário:

  1. Gorbyn, só te posso dizer isto: começo a achar que, de facto, tinhas razão quanto ao JJ...

    Mas é bom não esquecer que o tema do Cardozo foi muito mal gerido e pode ter consequências (que não conseguimos ver) no balneário. Duvido que o JJ seja o responsável por essa situação. Prefiro sempre uma má solução a uma não-solução e elogiei neste blog o Benfica por estar a resolver o tema (ainda que mal). Mas nunca conseguiremos avaliar as consequências dessa má gestão.

    Isto dito, se calhar sou só eu a arranjar mais uma desculpa para "defender" o JJ...

    ResponderEliminar