01/10/2013

30 minutos bons não chegam, caro Fonseca…

Ainda a quente e sem pensar muito no real impacto desta derrota ficam alguns pontos.

  •  Mais um jogo em que estamos a ganhar e não seguramos o resultado
  • Será este o “frango da praxe” do Helton? Na Champions dá sempre um e mais vale na fase de grupos do que na fase a eliminar

  • Por que razão o Porto só aguenta 30 minutos de bom futebol? É incrível como em todos os jogos em que o adversário começa a pressionar ou começa qualquer coisa a correr mal e este Porto desata a tremer. Falta preparação física a alguns jogadores  - Varela, Lucho e Alex Sandro parecem não estar a 100% - e Paulo Fonseca não parece acreditar em mais do que 15 jogadores
  • Fernando fez um bom jogo (o normal também) e Lucho apesar de não aguentar os 90” dá sempre muito prazer a quem vê este Senhor jogar

  • Quando o melhor defesa em campo é o Danilo, está tudo dito! Estou tão cansado dos erros do Otamendi e das faltas desnecessárias do Mangala que no próximo jogo tirava os 2 e metia o Maicon e o Reyes.
  • Fora de jogo: foi como esteve a defesa do Porto sempre que o Atleti teve um lance de bola parada
  • Champions… agora é ganhar ao Zenit em casa e seguimos tranquilos (ou não).

  • Paulo… olha para este jogo como um aviso! O próximo aviso é à porta do Olival (mensagem patrocinada por alguns membros dos Super Dragões)



Falta experiência ao treinador da Champions detentor da barba melhor tratada e do cabelo à Tintin. Mal nas substituições - Varela estava de rastos - o treinador português tem de por os olhos no caceteiro argentino que hoje estava no outro banco. Simeone é já um senhor do futebol, conhece o jogo e sente se que sabe tirar o melhor de cada um dos seus jogadores. Não parou um segundo e fez a diferença! Tirou o Villa ao meio tempo e mudou a táctica de acordo com a estratégia delineada. Vá lá Paulito… deixa de te preocupar se estás bem para a fotografia e grita com os rapazes quando eles estão a adormecer nas segundas partes. Não custa muito.

Já agora Paulinho… Tirar o Josué (apesar de bem substituído; o segundo amarelo estava mesmo a chegar…) quando vai marcar um livre do mesmo local de onde sai o primeiro golo é de amador e nada motivador para o jogador.

Prometedor este início de época.





1 comentário:

  1. Zatopek,
    Welcome back!
    Só uma nota: a tua frase "na Champions dá sempre um e mais vale na fase de grupos do que na fase a eliminar" é ilustrativa da confiança típica dos portistas, que de certa forma invejo porque resulta de uma constância de bons resultados europeus que gostaria de ter também. Mas esquece um "pormaior": a jogar assim (não vi o jogo da Champions mas tenho acompanhado alguns do campeonato), o FCP não passa a fase de grupos.
    Um abraço

    ResponderEliminar