03/09/2013

Fecho de mercado Parte II - Reforços, Encalhados, Transferidos e Duvidosos [mas continua a faltar a Rússia e a Turquia]

REFORÇOS

Surpresa ao final do dia com o anúncio de Vítor e Piris (e ainda um brasileiro, Everton, para a equipa B e a renovação com o ex-junior Wallyson).

Se o primeiro surpreende (porque parecíamos ter ali várias opções com Martins, o contratado Magrão e o jovem Chaby) mas acaba por agradar por se tratar de um bom jogador, o segundo confesso que além de surpreender me deixa apreensivo:

a) será que Cedric vai mais uma vez ser relegado para o banco (num ano em que temos todas as condições para fazer crescer os jogadores e viver com os erros deles - sim, gosto muito do Cedric, mas obviamente comete erros)?

b) alguém se lembra do Welder?

A menos que Piris possa fazer outras posições no campo, algo que, pelo que fui investigando, nunca terá sucedido. Esta gostava mesmo de perceber melhor.

ENCALHADOS

Evaldo, Boulahrouz, Jeffrén, Bojinov, Labyad, Golas, Owusu, Stojanovic - estes são os casos que ficaram por resolver.

Duas dúvidas, a primeira estratégica e meramente especulativa, a segunda genuína:

a) será ainda possível colocar estes jogadores nos mercados turco ou russo (sendo que as inscrições para a UEFA, se não estou em erro, fecham hoje)? Difícil...

b) o Sporting ainda pode inscrever, por exemplo, Golas, Evaldo, Stojanovic, Jeffren e Labyad (quanto aos outros creio que a questão nem se coloca)?

TRANSFERIDOS [COM EDIÇÃO]

Brumao Sporting comunicou a venda por 10M€ + 3M€ e ainda 25% da mais-valia. Face às circunstâncias, o negócio é bom. Poderíamos voltar a falar das circunstâncias e do que nos conduziu até aqui mas a meu ver seria contra-producente. Já tudo foi dito, já tudo foi debatido. 10M€ na conta e bola para a frente. Que o Sporting e os seus dirigentes retirem deste caso as consequências devidas é o que desejo.

Ilori - Oficial no Liverpool por 7.5M€ mais 25% de futura venda. É o negócio possível, como ontem disse. À imagem de Bruma temos que olhar para a frente: 7.5M€ na conta, vamos ver quanto mais no futuro, bola para a frente.

Zezinho - Foi emprestado ao Veria da Grécia. Duvido que conte para o projeto de BC/Inácio/Jardim.

Rubio - Foi emprestado ao Pandurii da Roménia, mas pela cláusula de opção de 10M€ (dificilmente exercível) parece contar mais do que eu pensava. Para o ano provavelmente estará de volta.

Plange - Resolução amigável, assinou pelo Vitória de Guimarães, retemos 50% dos direitos económicos. Solução compreensível.

DUVIDOSOS

Rui Patrício - salvo abordagens da Rússia ou da Turquia, fica em Alvalade.

Capel - idem.

PLANTEL

Atendendo às últimas novidades, tudo indica que será assim:

GR: Patrício e Marcelo
D: Cedric, Piris, Jefferson, Maurício, Rojo, Dier
M: William, Rinaudo, Adrien, Martins, Magrão, Vítor
E: Carrillo, Wilson, Capel, Salomão
A: Montero, Slimani, Cissé

De prevenção deverão estar:
- para a defesa: Welder, Nuno Reis, Ruben Semedo, King/Mica
- para o meio-campo: Fokobo, João Mário, Chaby
- para as alas: Iuri Medeiros
- para o ataque: Betinho

11 comentários:

  1. Esqueceste-te de colocar de prevenção o Esgaio.

    Quanto ao Welder, parece-me que a equipa técnica deve ter achado que ele não tem condições de concorrer com o Cedric, sequer.

    Finalmente, quanto ao Zezinho, eu devo ser dos poucos que gosta do puto e penso que poderá vir a ter grande futuro se for bem aproveitadom, na posição 8.

    ResponderEliminar
  2. O Piris cjegou a jogar na Roma a Central e Médio Direito. Bastava consultar o site zero.

    ResponderEliminar
  3. Discordo aqui do Mike relativamente ao Zezinho, nunca vi nada de especial nele, e isto já vem desde o tempo em que era junior e a sua capacidade física ainda lhe dava alguma vantagem.

    Realço este ponto:
    "o Sporting ainda pode inscrever, por exemplo, Golas, Evaldo, Stojanovic, Jeffren e Labyad (quanto aos outros creio que a questão nem se coloca)?"

    Penso que Evaldo, se não aceitou a proposta de rescisão, é colocá-lo a treinar, e inscrevê-lo, já que é preciso pagar-lhe os ordenados.
    Surpreende-me a situação de Golas e Stojanovic. Penso que Golas é o melhor GR que o Sporting tem nos quadros depois do Rui Patrício. Mas precisa de jogar, tal como o Marcelo. O Sporting tem de pensar o futuro da sua baliza: ou transforma o Rui num símbolo eterno, e oferece-lhe óptimas condições para por cá continuar até ao fim dos seus dias de jogador, ou acorda desde já com ele a sua saída no próximo Verão para um clube do seu agrado mediante propostas entre os 12-15M€. E isto é importante para decidir o que fazer com Marcelo e com Golas (e com os outros GRs). Num cenário de permanência do Rui, devia-se conversar com os outros dois e perceber que rumo querem dar às suas carreiras e gerir da melhor forma para eles e para o Clube. Não há cenários perfeitos, mas deve-se fazer o melhor para todos. Sobre isto dos GRs, gostava de ver voltar ao Sporting, o treinador que foi responsável pelo incremento de qualidade que o Rui teve após a saída do Paulo Bento e sua equipa técnica, foi o Vitor Silvestre (actualmente pertence aos quadros da FPF - futebol feminino).

    O Stojanovic não conheço muito bem, sei que veio para tentar colmatar a perda do João Carlos Vilaça para o Liverpool. Gostava que nesta negociata do Ilori se tivesse tentado o regresso do João Carlos (ainda que por 1 ou 2 anos), e talvez nos pudéssemos desfazer já do Gerson Magrão.

    Por último, desde o último jogo em Braga que perdi a paciência para o Jeffren. Tem qualidade, mas está claramente a precisar de ir embora. Já o Labyad, gostava de o ver integrado, diria que é melhor que o Salomão. E contra o SLB percebeu-se que nos faltavam opções para mexer no jogo.

    ResponderEliminar
  4. Mike,
    Verdade, posso não ser um apreciador mas Esgaio é efetivamente um dos que está de prevenção para a equipa A.

    Ah, e também sou apreciador do Zezinho.

    Ao serviço da República,
    Agradeço o esclarecimento, se for assim pode-se compreender um pouco melhor.

    JPDB,
    Muito bom comentário. Três notas em particular:

    - como disse acima, eu concordo com o Mike quanto ao Zezinho; gosto do jogador, apenas entendo que teria que controlar o número de faltas desnecessárias que vai fazendo. A minha conclusão é meramente uma interpretação das consequências de um empréstimo ao Veria da Grécia. O LdA lembrou aqui, e bem, o Pereirinha no Kavala.

    - concordo que nos faltam opções para mexer no jogo e que o Labyad, bem aproveitado, poderia ser útil nesse aspeto (mas muito complicado o tema do salário);

    - a minha dúvida é se ainda podemos inscrever jogadores que não inscrevemos até ontem às 23h59. É possível? Ou será que os jogadores em causa foram apesar de tudo inscritos?

    PS: Boulahrouz rescindiu. Menos um...

    ResponderEliminar
  5. Koba,
    não é muito importante mas creio que o mercado russo já está encerrado.

    Embora partilhe da opinião relativamente ao comprometimento do Jeffren creio que entre pagar-lhe para estar encostado e tentar-lhe dar uma segunda vida talvez não fosse pior tentar...

    Em relação a Labyad, mesmo admitindo que é um problema complicado por causa do vencimento, creio que poderia ser bastante útil, até porque, como muito bem observa, viu-se em Alvalade que faltam opções a Jardim para o meio-campo. (não o vejo como um extremo)

    Partilho do receio relativamente a Cédric. É verdade que tem falhas mas não as corrigirá no banco. Neste enquadramento ainda menos se percebe porque foi Àrias para depois vir Piris. Falta também saber em que condições chega, parece-me que poderá ser empréstimo.

    ResponderEliminar
  6. Koba,

    O que sei é que jogadores livres podem ser inscritos em qualquer altura.

    Relativamente a jogadores que o Sporting tem sob contrato, penso que não existe nenhum limite numérico da parte da Liga para jogadores inscritos por um clube, logo seria um bocado parvo pagar-lhes ordenado e não os inscrever (digo eu...). Se o Sporting não os tendo inscrito os pode inscrever, eu arrisco que contam como jogadores livres, mas não sei...também não estou a ver que inscrever os jogadores seja uma limitação para a sua venda ou rescisão...

    Estou longe de ser um especialista na matéria...

    Sobre o Zezinho, o empréstimo dele insere-se claramente na lógica: aqui não te queremos mais, pode ser que lá te queiram...
    Pior que enviar o Pereirinha para o Kavala, foi enviar o Adrien para Israel...

    ResponderEliminar
  7. Embora partilhe da opinião do JPDB => assim é que deveria ter ficado

    ResponderEliminar
  8. Leão,
    Estive a investigar e parece que tem razão, na Europa só o mercado turco está aberto até 04.09. Ontem estive a ouvir o Fernando Seara (sim, é verdade, perdi o meu tempo a ouvir aqueles 3 pataratas) e convenci-me que o mercado estava aberto até 06.08. Mas esta fonte parece-me suficiente fiável e refere que o mercado russo fechou (http://www.epfl-europeanleagues.com/leagues_transfer_window.htm).

    No resto, de acordo.

    JPDB, concordo que seria uma parvoíce não os inscrever. Vamos esperar para ver, espero obviamente que tenham sido inscritos. Não os inscrever não é uma limitação para rescisão ou venda - é uma limitação para a sua utilização, apenas isso.

    ResponderEliminar
  9. Koba,

    O Cedric não pode ter concorrência? Acho que postar num jogador não invalida que possa ter concorrência, antes pelo contrario.

    No ano passado os piores jogos do Cedric foi quando não havia alternativa, e aí acusou bastante a responsabilidade.

    Curiosamente quando apareceu o Miguel Lopes, voltamos a ver um Cedric melhor, mais solto, mais disponível.

    Em relação ao Arias, passou por quantos treinadores? Nem na equipa B se afirmou. E era notório que desesperava por sair.

    ResponderEliminar
  10. FCS,

    Claro que pode. Mas para isso estava lá o Welder (supostamente).

    O exemplo que dá do Miguel Lopes é perfeito, porque o Miguel Lopes, precisamente, relegou o Cedric para o banco (e o Cedric só voltou a jogar quando o Miguel Lopes se lesionou). Algo que eu até aceitei (resignado) mas foi muito criticado porque o Miguel Lopes vinha ganhar x, porque o Cedric tinha que evoluir, porque não precisávamos de outro DD, porque era altura de dar oportunidades aos jovens, etc.

    Vamos acreditar que o Piris, titular 28 vezes o ano passado na Roma, vem com o intuito de fazer sombra ao Cedric? Ou será mais razoável assumir, quando se contrata um Piris (ou um Miguel Lopes), que o propósito é o de contratar um titular?

    Fiz uma crítica semelhante a esta quando contratámos o Pranjic (ainda pior porque esse veio a título definitivo e por 3 anos). Ninguém vem do Bayern ou da Roma para ficar sentado no banco a ver miúdos jogarem. É esse o meu ponto.

    SL

    ResponderEliminar
  11. Koba,

    Houve jogos de castigo do Miguel Lopes em que o Cedric apareceu bem, depois... foi opção do treinador.

    Acho que tudo depende da filosofia que se quer implementar.

    O Welder parece que num mês mostrou que nem para a equipa b, quanto mais para lutar com o Cedric.

    Felizmente veio por empréstimo.

    ResponderEliminar