25/04/2013

Se era para escorregar...

...que tenha sido esta noite! Há uma parte em que estou 100% de acordo com Jesus: se havia jogadores em condições físicas complicadas e que poderiam colocar em sério risco a sua participação no jogo contra o Marítimo, tinham mesmo que ficar de fora (Gaitán e Lima). Como também concordo com apenas um avançado para jogar este jogo. Outra história foram as opções tomadas para os substituir e durante o jogo. Colocar Aimar num jogo destes fez pouco sentido. Não tem ritmo competitivo e os turcos são conhecidos pelo seu jogo físico e desgastante.

Quanto ao jogo, na primeira parte o Benfica esteve bem e soube contrariar o jogo do Fenerbahce. Teve apenas 5 ou 10 minutos de desconcentração em que a sorte o protegeu. Depois, sem necessidade, no final da primeira parte provocou um penalty e mais uma vez a sorte esteve do nosso lado.


Na segunda parte é que tudo esteve pior e os lances de perigo dos turcos acumularam-se. Gaitán, que substituiu Aimar, não conseguia pegar no jogo, André Gomes estava em dificuldades e Ola John em claro défice. Com tantas dificuldades era urgente a entrada de Lima por Cardozo e de Martins por André Gomes. O poste voltava a revelar-se amigo mas mais do que cheirava a golo. Aí, Jesus tentou repetir a jogada de Newcastle e colocar dois avançados quando o adversário mais estava a pressionar. Se em Inglaterra não concordei mas Jesus ganhou a aposta, esta noite não resultou. O Fenerbahce marcou, num canto mal assinalado em que Melgarejo teve uma paragem cerebral e fez uma assistência para o golo. Perdemos mas está tudo em aberto.

Matic e Jardel estiveram muito bem. A velocidade do brasileiro e o seu jogo de cabeça foram os principais antídotos para os ataques turcos, só pecando pelo excesso de faltas e passes errados. Matic, já nem vale a pena repetir o que tenho dito nos posts anteriores. Impressionante como até sob pressão a bola sai sempre bem dos seus pés. Martins também teve uma excelente entrada em campo. Quantos de vocês também pediram que fosse Lima a receber a grande desmarcação que fez?!

De resto, foi uma exibição fraca, com pouco envolvimento e que coloca em questão, depois do que se viu no jogo com o Sporting, a capacidade física da equipa nesta fase. Segunda-feira é fundamental e aí é que o Benfica tem que ir buscar forças até onde não imagina!    

2 comentários:

  1. Gorbyn, concordo com quase tudo. Menos com a parte de Jardel ter estado bem. Na segunda parte esteve mais seguro e não cometeu grandes erros, agora os primeiros 45 minutos foram de bradar aos céus! A quantidade de passes errados, em situações em que não estava pressionado foi abismal (contei pelo menos 5, em que a bola foi directamente pela lateral ou para os pés dos adversários), já para não falar que se deixou antecipar em praticamente todos os lances por Sow.
    Mas acredito que na Luz damos a volta!

    ResponderEliminar
  2. É verdade Milfolhas, os passes foram do pior mas gostei sobretudo da parte como eliminou os contra-ataques da segunda parte. Acho que aí esteve bastante bem. Abraço

    ResponderEliminar