02/04/2013

Pressa de ganhar!


Na fase inicial do jogo, foi esta a impressão com que fiquei. Uma pressa impressionante de chegar ao golo. Apesar de alguns passes falhados, de alguma precipitação, gosto de ver a equipa assim. Deixa de existir um deixar o tempo correr, um esperar que o golo chegue por si só mas sim, provocar que o golo aconteça. Nesta fase, os avançados teimavam em não aparecer no jogo. Rodrigo e Lima não conseguiam aparecer para finalizar, não fugiam das marcações nem seguravam a bola. Sendo assim, era pelas faixas que o Benfica ia criando perigo e chegando à grande área adversária.

Assim, foi sem surpresa que o primeiro golo foi criado por Melgarejo e Gaitán, com o paraguaio a fuzilar a baliza de Oblak. Depois um grande cabeceamento de Matic, com mais uma assistência de Gaitán, fez o 2-0 e logo sentenciou a partida. Ainda houve tempo, na primeira parte, para finalmente um avançado chegar em posição de marcar e Lima não falhou. Com 3-0 ao intervalo não havia dúvidas quanto ao desfecho. Agora para refrear a euforia, é preciso dizer que, por esta altura o resultado era bem melhor que a exibição. Como disse antes, gostei bastante da atitude, mas a capacidade em criar ocasiões de golo foi reduzida. Penso que muito passou pela incapacidade de Rodrigo em ligar Matic e Enzo a Lima mas a eficácia ofuscou estas dificuldades. Ou seja, ao intervalo, apesar dos 3 golos, o Benfica tinha apenas 6 remates e Oblak quase que não tinha tido uma defesa difícil. Pelo meio, algumas incursões de um Bebé estranhamente perigoso, rápido e que podia ter marcado.



Na segunda parte a história foi bem diferente com um Benfica mais perigoso e que conseguia chegar mais facilmente à grande área adversária. Com o 4º golo (grande, grande Lima) e as expulsões (que arbitragem miserável…) a goleada foi inevitável. Com a série de jogos que se avizinha, não percebi porque Jesus demorou tanto tempo a dar descanso a alguns jogadores.

Quinta estamos lá, mas Jesus, mais uma vez, posso desde já te deixar completamente descansado. Tens toda a liberdade para apresentar uma equipa de segunda linha e colocar em risco a passagem à fase seguinte. Depois da época passada, passo muito bem sem a Liga Europa, mas vai ficar muito difícil se desperdiçar mais uma vantagem importante e tão perto do final. Sei que o teu ego e o facto de ser contra uma equipa inglesa vão ser mais fortes do que tu mas depois de tantos anos, acho que já devias compreender a cabeça dos benfiquistas.

Nota final: só me faltava um Sporting especialmente motivado, com uma vitória em Braga a jogar com 10 e com um jogador do Norwich a marcar três! 

Sem comentários:

Enviar um comentário