18/03/2013

3 pontos fundamentais

Agora sim! Agora acredito que somos os favoritos a vencer o campeonato. No entanto, nada de grandes euforias. Como Jesus disse, ainda faltam sete "etapes" e jogos de grande dificuldade até ao final do campeonato para Benfica e Porto, mais jogos da Liga Europa para o Benfica e um Porto-Benfica na penúltima jornada. Por isso, como disse no post anterior, com 4 pontos de diferença passamos a ter 60% ou 65% de hipóteses de vencer o campeonato mas nada mais do que isto. A não ser que Pedro Emanuel repita o que fez na Luz e este Porto, com dificuldades em criar ocasiões de golo e sem Moutinho, volte a não vencer em Coimbra e então acredito que começarei a ficar contagiado por alguma euforia.

O Benfica começou o jogo desta noite sabendo já o resultado do Porto mas não foi por isso que entrou a todo o gás. Frieza e calculismo são características desta equipa pelo que jogou de forma equilibrada e ponderada. Não tanto como gostaria, pois os dois avançados lá voltaram, mas não correu mal. Depois de 4 foras de jogo mal assinalados contra uma defesa vimaranense que apostava tudo em jogar em linha, Lima escapou num livre rápido e sofreu grande penalidade. Confesso que ao ser assinalada, por não ser daquelas 100% evidentes (mas é penalty), tenho que refrear os meus receios de que já tenham começado as movimentações de bastidores e más arbitragens para desviar o Benfica do caminho do título. Filme já visto em épocas anteriores e que esperamos que não se repita.

A partir da expulsão do homem de Guimarães na 2ª parte, ficou aberta a auto-estrada para a baliza do Guimarães e logo Garay aproveitou com uma grande chapelada. A partir daqui foi só gerir o jogo e aproveitar para dilatar a vantagem.



- Grande jogo de Gaitán, auxiliado pelas movimentações de Melgarejo, embora este continuasse a ser pouco consequente;
- Garay perfeito e a contribuir com um grande golo;
- Enzo todo o terreno;
- Artur fez a defesa da noite, sentado;
- Rodrigo marcou mas estava de trombas.
- Jesus fechou em grande com um "ambas as três". Grande dia!

Não gosto daqueles que só aparecem quando cheira a festa mas era realmente importante que voltassem as grandes assistências em casa. Mínimo de 50.000. Como dizia o tresloucado Paulo Parreira, "a onda vermelha nem o Mcnamara se atreve a surfar"!

Próxima preocupação: deslocação a um Olhanense aflito depois do jogo contra o Newcastle, num campo onde temos sofrido bastante. 

Sem comentários:

Enviar um comentário