03/01/2013

Chumbada nos passarinhos


Excelente jogo para voltar a olear a máquina depois da longa paragem do Natal e, ao mesmo tempo, dar confiança à equipa. Um Aves que desde cedo se viu em desvantagem, não teve capacidade para estacionar o autocarro à frente baliza e assim acabou mesmo por sofrer uma goleada no Estádio da Luz.
Como o jogo não teve outra história que não ver o marcador avançar até à meia dúzia, deixo apenas algumas notas:
- Rodrigo aproveitou para fazer o gosto ao pé e, espero eu, limpar a cabeça de vez. Espero que a partir de agora volte a aparecer aquele Rodrigo que se fartava de marcar e de jogar;
- Nolito acusou bastante a falta de competição. Demasiado preso de movimentos, perdeu muitos dribles e falhou vários passes. Não deixou de ter bons apontamentos e algumas aberturas mas foi bastante irregular;
- Cardozo está em grande! Mantenham a negociação do novo contrato por mais umas semanas e ainda marcará mais alguns golos;
- Gaitán poderá ser o grande reforço de Janeiro caso continue na trajectória ascendente que tem vindo a seguir (espero que o argentino não me esteja a fazer o que o Artur Baptista da Silva fez aos jornalistas). O argentino tem qualidade e talento para ser um jogador de topo pelo que se colocar todo este potencial ao serviço do Benfica, poderá ser um jogador fundamental para os restantes jogos. Não só poderá alternar com Salvio e Ola John como também jogar atrás do avançado, como um 10 mais ofensivo. É certo que o jogo era contra o Aves, mas os vários passes que fez a rasgar a defesa (alguns até sem tocar na bola, com simulações fantásticas), a forma como facilmente fugia ao opositor direto e a velocidade que imprime ao jogo pelo centro, são novidades no Benfica desta época.
- Luizinho e Bruno César responderam bem à oportunidade (tenho impressão que Bruno César o conseguiu fazer pela primeira vez!).
Importa agora não chumbar em Coimbra, pois não me parece que a duas mãos seja possível a P. Ferreira ou Gil Vicente eliminar este Benfica. No entanto e muito mais importante: 2 jogos decisivos se aproximam. Contra Estoril e Porto é que não há mesmo margem para deslizes! Pelo meio, para a Taça da Liga, é arriscar ao máximo a rotação e dar minutos a quem precisa de competição!


Sem comentários:

Enviar um comentário