23/01/2013

Andam nervosos?

Não percebo como é que nenhum dos vários programas que analisam o futebol português se dignou a convidar Vítor Pereira para analisar os casos de arbitragem. O homem está um especialista como nunca se viu! O ex-árbitro do cabelo à Van Damme e sapatos Miguel Vieira da TVI, tropa de profissão, é um menino ao pé do treinador do Porto. O homem até já discute os amarelos do Matic! Cheira-me que começam a andar muito nervosos para os lados das Antas e que começam a instigar uma daquelas arbitragens que ajude a parar as arrancadas de Salvio, os chapéus de Lima, as finalizações de Cardozo, os cruzamentos de Ola John, a garra de Pérez, a desenvoltura de Matic, a classe de Garay, etc, etc. E só por acaso, o próximo jogo do Benfica é em Braga. Coincidências? Não me parece. É melhor que o Benfica jogue para o 3-0 para ver se conseguimos ganhar por pelo menos um golo.



A direcção do Benfica está a optar por uma estratégia interessante: ignorar as declarações e provocações dos homens de azul. Interessante porque desta forma não está a alimentar um clima de guerrilha que sempre serviu de combustível e motivação às gentes do Porto. Isto foi notório quando o Benfica não reagiu às provocações de Vítor Pereira nas vésperas do jogo na Luz, depois do adjunto de Villas-Boas ter questionado o próximo jogo de Jesus na Champions ou brincado com a recepção dos adeptos no aeroporto, depois do jogo com o Chelsea. Ou depois das declarações sobre o jogo na Luz, arbitragens, Maxi ou o pontapé para a frente do Benfica. E continua agora com Matic, dizendo que está atento e tudo o mais.

Reparem como a comunicação do Porto está a trabalhar através das questões colocadas por alguns "jornalistas". Se alguém acredita que um jornalista a sério se recordasse de fazer as questões que seguem na notícia d'A Bola, que mande um abraço ao Pai Natal por mim. Reparem no que sublinhei (não podiam ser menos óbvios?!): 

Confrontado com o facto de o Moreirense se ter visto privado de quatro jogadores para a receção ao Benfica, devido a castigo, e com a expulsão de Paulo Vinícius, do SC Braga, no jogo com o V. Setúbal - o que afasta o defesa da partida com os encarnados, no próximo fim de semana -, Vítor Pereira mostrou-se apreensivo: 

«Atento tenho que estar e tenho estado. Tenho visto alguns lances que, à vista desarmada, parecem de difícil explicação. Mas não sou especialista e dou o benefício da dúvida aos árbitros em questão. Tenho estado atento e com alguma preocupação».

Instado a comentar a eventual dualidade de critérios por parte dos árbitros na análise dos lances de Matic em Moreira de Cónegos, de Paulo Vinícius em Braga e de Fernando na partida com o Paços de Ferreira (completou série de cinco cartões amarelos e falha a deslocação a Setúbal), o treinador não se furtou a responder

«À vista desarmada, são lances difíceis de compreender. Não sou especialista, às vezes não entendo bem determinado tipo de critério. O que sei é que Matic vai estar presente para jogar em Braga e o Paulo Vinícius vai estar ausente, assim como o Fernando também vai estar ausente em Setúbal», observou, notando que, «à vista desarmada», ficou a ideia de os árbitros terem utilizado «critérios diferenciados» no julgamento dos lances protagonizados por aqueles três jogadores.

Gosto desta postura do Benfica mas é urgente descredibilizar estas declarações. Já na época passado a direcção esteve por demasiado tempo calada aquando do jogo com a Académica e que culminou com o jogo do Porto e o golo em fora-de-jogo.

Continuem com o mais importante, jogar bom futebol e ganhar os jogos sem margem para dúvidas mas não sejam anjinhos!
  

Sem comentários:

Enviar um comentário