05/11/2012

Clara superioridade

O Benfica não teve grandes dificuldades em vencer este Vitória que, é justo dizer, apresenta argumentos muito fraquinhos. Se considerarmos que faz parte do grupo da frente, logo percebemos o nível a que está a Liga portuguesa. Parece cada vez mais óbvio que a competitividade interna cada vez mais se assemelha à Liga Espanhola, com duas equipas a destacaram-se do resto e um Braga a fazer de Atl. Madrid. Para o Sporting, não consigo encontrar termo de comparação...

Jesus surpreendeu-me por Luisinho e Ola John repetirem a titularidade, mas parece que o primeiro foi por indisponibilidade de Melgarejo. Quanto ao jogo, só deu Benfica. Na primeira parte, parecia ser uma questão de tempo para o Benfica chegar ao golo, mas teimava em ser objectivo. Razão pela qual o Guimarães acabou por, aos 30 min, ter a melhor oportunidade até então, que proporcionou a única defesa de Artur em todo o jogo(!).  Mas o holandês lá acertou com o cruzamento e Cardozo não fez pior com o cabeceamento (engraçado o facto do paraguaio, uns minutos antes, ter dado uma reprimenda ao ex-Twente por não jogar fácil e não se limitar a colocar a bola na área). Com o penalty logo no início da segunda parte, ficou praticamente resolvido e, nos minutos seguinte, o Guimarães continuou desaparecido do jogo. Assim, chegou naturalmente o terceiro golo por Lima. Só não deu para mais porque o Benfica ficou, de novo, reduzido a 10.


A destacar:
- Luisinho mostra ser muito mais consequente do que Melgarejo. Teve, no entanto, algumas perdas de bola de infantil. Poderá melhorar com mais minutos e mais confiança, mas não evita algumas dúvidas em relação à sua capacidade para fazer a posição;
- grande jogo dos centrais, tanto de Jardel como de Garay;
- Carlos Martins fez grande primeira parte e foi decisivo no primeiro golo. Mas já não podemos contar com ele, mais uma vez. Lesões umas atrás das outras... Aimar e Martins estão para as lesões como a Marta Leite Castro e a Liliana Aguiar estão para os homens;
- Ola John está a mostrar cada vez mais, não falha uma recepção e evidencia a facilidade com que ganha no um contra um. Não fez um jogo enorme mas dá indicações que poderemos contar com ele;
- Lima está em grande. Não só pelo golo mas pelo que faz durante o jogo, com constante movimentações, a proteger bastante bem a bola e a passar com critério.

Agora é importante que se consiga alterar o rumo da Champions já no próximo jogo, pois já não há margem para erros.


2 comentários:

  1. Na realidade podemos constatar uma boa observação do Gorbyn a nível geral, no entanto não concordo (na minha modesta opinião) com tudo o que foi dito!

    Sobre o jogo e como foi possível observar todo este foi dominado pelo Benfica do início ao fim, mesmo quando reduzidos a 10 (falta desnecessária cometida por André Gomes) não houve uma ocasião de perigo do Vitória de Guimarães….
    Foi também com alguma surpresa que verifiquei a ala esquerda do Benfica e confesso que me deixa muitas reservas….

    Na minha opinião o Ola John ainda não fez nada que justifica-se a contratação, sim esteve no passe para o primeiro golo (o que é sempre importante) mas de resto não foi destemido no um para um, durante a primeira parte realizou passes sem critério (recordo dois passes para o Garay em que a bola quase vai para a linha lateral), terá de crescer ainda para ser titular na equipa do Benfica!
    Quanto a Luisinho nada que já não estivéssemos a espera, duas ou três percas de bola que podiam ter sido complicadas não fosse Artur numa delas a salvar o golo que se adivinhava certo, é um jogador Português e devemos apoiar mas a meu ver esta ainda a passos largos de Melgarejo!

    Uma pequena nota para André Gomes que com um jogo completamente dominado não tinha qualquer necessidade de ter uma entrada daquelas, sendo também verdade que com o jogo a decorrer daquela maneira o senhor juiz da partida exagerou um pouco… No entanto acho estranho o público da Luz aplaudir um jogador depois de este ver o cartão vermelho (a meu ver não é uma coisa que se deva fazer depois de uma expulsão).

    Para finalizar é com enorme tristeza que o vou dizer mas Pablo Aimar deixou de ter disponibilidade física para jogar a um nível alto como se exige no Benfica! Grande jogador, grande qualidade técnica mas dificilmente jogara de novo ao mais alto nível…

    Carlos Martins será outro jogador que terá de deixar o Benfica pois não podemos contar com ele apenas “ uma vez por mês”

    Boas publicações

    ResponderEliminar
  2. André, estamos sempre interessados em ler diferentes pontos de vista!

    É verdade que Ola John ainda tem que mostrar muito mais. Também é verdade que já estava habituado ao futebol europeu mas todos reconhecemos que o futebol holandês não prima pelo rigor táctico. Agora, não podemos esquecer que é um jogador bastante jovem e que precisa naturalmente de minutos em competição para mostrar o seu potencial. Quem não se recorda das primeiras épocas de Di Maria e dos seus sucessivos erros?

    Quanto ao Luisinho, acho mesmo que traz mais ao processo ofensivo que Melgarejo mas, mesmo fisicamente, deixa muitas reticências no ar.

    Concordo inteiramente com a análise a André Gomes. Não sei se estava demasiado espicaçado pelo puxão de orelhas que ouviu minutos antes de Jesus mas simplesmente não pode fazer uma entrada daquelas. O vermelho é muito discutível mas tem que evitar. Os aplausos são próprios do 3º anel que é muito mais benevolente com os jovens da formação.

    Abraço

    ResponderEliminar