03/09/2012

Valeu pela segunda parte

Esperava que sem Javi, Jesus reforçasse o meio-campo, ou pelo menos colocasse um jogador mais defensivo como Matic no seu lugar. No entanto, estava a fazer uma previsão sem o mínimo de lógica. Depois das últimas duas épocas, já devia ter aprendido que as decisões de Jesus fogem sempre do mais razoável. É óbvio que Witsel é jogador de bola no pé, não é um jogador que proteja todo o meio-campo através das suas movimentações defensivas como o namorado da capa da Maxim fazia. Aliás, se era um crime colocar o belga a defesa-direito, colocá-lo a trinco é quase tão grave. 

Desta forma, tivemos uma primeira parte muito fraca, com apenas uma ocasião de golo e um Nacional que conseguia ser mais perigoso e rematar várias vezes à baliza de Artur. Com a lesão de Martins, a terminar a primeira parte, lá entrou Matic que possibilitou a subida de Witsel. Fico na dúvida se a melhoria da prestação da equipa na segunda parte se ficou a dever a esta alteração ou se tudo se resume a um miúdo de 22 anos que decidiu destruir a defesa do Nacional (pobre Marçal...). Que jogão de Salvio! O que fez na jogada do segundo golo é fabuloso! Não há dúvidas que está a responder da melhor forma ao elevado investimento. Aos 56 minutos o Benfica já vencia por 2-0, continuando depois a dominar e a causar perigo. A partir dos 70 entrou em poupança de energia mas permitiu que o Nacional voltasse a chegar à baliza de Artur várias vezes com perigo. Já no final da partida, Cardozo fez o 3-0.


Algumas notas:
- Melgarejo continua a apresentar muitas dificuldades a defender com várias decisões precipitadas (aquele canto com um toque de calcanhar?!). Mesmo assim, a jogada do primeiro golo nasce de um bom arranque do paraguaio, seguido de excelente abertura;
- Maxi mantém-se ao nível que já nos habituou. Excelente no primeiro golo;
- Salvio está a marcar, a assistir, a jogar e a fazer jogar;
- Enzo está bastante bem. Apesar de não ser tão espectacular como Salvio, é seguro com a bola nos pés e tem óptimo critério de passe. Pode ser que a cabeça o deixe ser o reforço que já devia ter sido na época passada. No entanto, a forma como saiu, sem agradecer os aplausos e sem cumprimentar Jesus, deixa muitas reticências;
- Boas indicações de Matic;
- Cardozo está a marcar e é isso que se pede.





PS: Como tributo a Javi e como podem estar a tentar imaginar como será a capa da Maxim, aqui fica:


Sem comentários:

Enviar um comentário