06/09/2012

Não está fácil sair daqui...


Estou num buraco inóspito cavado por mim próprio e não está fácil sair daqui. A história conta-se em poucas palavras.

Uma terrível insónia trouxe-me à net. Abri o blog, nada de novo. Abri o Record Online e vi esta notícia. O Adrien renovou até 2017. Confesso que até já tinha ouvido uns rumores, mas a confirmação oficial tardava. 

Ao chegar a tal confirmação, nem vi mais nada. Blogger e toca a escrever.  Mas, antes, abri um buraco e enfiei-me lá. Agora preciso de sair e não está fácil. O buraco é fundo. Cavei que me fartei... Tudo devido ao que escrevi aqui

Adrien, se me estás a ler, foram o Gorbyn e o Zatopek que me obrigaram a escrever o texto como escrevi. Na realidade, o que queria escrever era isto: 


"Sempre achei que o jogador abaixo era grande talento E a verdade é que está bem melhor do que era. Evoluíu bastante na última época e até se pode dizer que é, hoje, um excelente jogador. Ainda não é um 10 para um grande europeu mas acredito que venha a ser. E como também pode jogar como 8, pode ser uma opção fantástica para o meio-campo. Parece que quer renovar contrato com o Sporting, pelo que me parece que seria um reforço bom para a equipa."

E acabava aqui. O resto foram eles. Disseram que se não escrevesse o que eles queriam, podia esquecer as gajas nuas, vê lá tu bem. O Gorbyn queria vestir-me uma camisola do Benfica com o nome "Simão" enquanto me obrigava a assistir ao Estoril-Benfica de 2004/2005 . E o Zatopek exibiu um apanhado dos penalties mal assinalados a favor do Porto no reinado do Pinto-Rei. Como deves calcular, passei horas naquilo, a olhar para o Calheiros, o Pratas e o Olegário. Às tantas cedi à tortura.

E agora que está tudo resolvido, vamos lá jogar à bola, com Adrien no 11, ou no banco, ou onde for, mas (finalmente!) com o mesmo estatuto de todos os outros.

PS: Mais a sério... Adrien é uma boa opção, mas não acho que seja 10 e acho que, mesmo enquanto 8, vai ter que pedalar para tirar o lugar ao Elias deste ano. Mas sendo, ainda por cima, (mais) um jogador formado no Sporting, fico satisfeito por tê-lo no plantel. E certamente que não gostaria de o ver no Benfica ou no Porto. Pelos vistos, ao contrário do que insinuei, portou-se como um cavalheiro. Eu é que me portei como um selvagem. Mas quem fala de bola arrisca-se a dizer disparates. No meu caso já são tantos, pode ser que este passe despercebido...

1 comentário:

  1. Caro Koba,

    Deixe lá que não foi o único a pensar assim...

    ResponderEliminar