01/09/2012

Então, é assim que ficamos...

Na noite de quinta-feira, avisei que seria uma sexta-feira louca mas não fazia ideia que atingisse tão elevados níveis de insanidade. Eram os jornais com notícias sucessivas a contradizer o que tinham dito uma hora antes, eram directos em vários canais com notícias de última hora e na verdade, mesmo à meia-noite, ainda subsistiam dúvidas quanto ao quadro final das vendas, empréstimos e montantes pagos.

Pelo menos agora, às primeiras horas da manhã e com o dissipar de toda a poeira, já deu para perceber qual o quadro final das entradas. Isto porque a janela de transferências ainda se encontra aberta em alguns países e assim algumas saídas ainda se poderão concretizar. Agora vamos à análise do que mais me importa.



Se já sabíamos que Saviola tinha rescindido, no dia 31 percebemos que uma das mais importantes referências do Benfica estava de saída. É que uma coisa é ter um Gaitán de saída que não tem grande impacto desportivo ou peso no balneário, ou um Cardozo a mudar de ares que teria grande impacto desportivo mas que também não seria um grande golpe na capacidade psicológica da equipa, agora sem Javi, perdemos nas duas componentes. Num post em Janeiro referia que "Javi parece que já não sabe o que é jogar mal e é cada vez mais um exemplo para os restantes jogadores tal a intensidade que coloca em todos os jogos independentemente dos adversário" e um dos amigos deste Futebol a 3, com muitos mais anos de Estádio da Luz que eu, reforçou "o Francisco Javier García é o jogador mais influente e importante do Sport Lisboa e Benfica dos últimos 20 anos e desejo muito, mas sem grande convicção, que ele continue a trabalhar no Clube por muitos e longos anos." Por 20 milhões, não é nada de extraordinário, e acaba por ser a consequência de não se ter conseguido vender quem realmente deveria ter saído. Sem o investimento em Ola John e Lima, não dava para evitar este desfecho?! Ainda para mais, não foi devidamente acautelada: ficamos com apenas um trinco no plantel e ainda não percebi se Matic é mais 6 ou 8. Não venha Jesus dizer que há soluções na equipa B e que por isso não quis nenhum jogador estrangeiro! Estamos a falar de um candidato ao título e participante na Liga dos Campeões! Salino (defesa-direito e trinco) não faria mais falta do que Lima?

Depois de uma série de novelas relativamente ao lateral esquerdo, afinal não se contratou ninguém. Bravo! Ainda se tem o descaramento de comprar Lima por 4M €, esquecendo os defesas laterais. Para Jesus era Eliseu ou mais ninguém, mas afinal Sílvio também era uma boa opção (e que boa contratação era!). Depois de se deixar sair Saviola para o Málaga sem a contrapartida de Eliseu, durante algum tempo pensei que Nolito era emprestado sem a contrapartida de Sílvio (não gostaria que o espanhol saísse mas ajudava a equilibrar a equipa). Se isto acontecesse, era a confirmação que os dirigentes do Benfica pretendiam rivalizar com a venda do Alaska pelos russos, no ranking dos piores negócios. Sendo assim, aqui vamos nós, mais uma época, jogar sem substituto para Maxi e sem lateral esquerdo.


Lima por 4M €. Não faz sentido gastar tanto dinheiro por um jogador de 29 anos quando existiam outras prioridades. A não ser que Cardozo acabe por ser bem vendido e assim sou o primeiro a assumir o erro, já que é muito difícil contratar um jogador por poucos milhões, que esteja capacitado para entrar logo na equipa e garantir golos. Se isto não acontecer, significa que Rodrigo poderá ter mais dificuldades em se afirmar e explorar todo o potencial que apresenta e, pior ainda, que deverão ser bastante raros os jogos em que Jesus abdique de jogar com dois avançados.

Terá ainda sido recusada uma proposta por Witsel. Terá sido mesmo, ou o belga sabe o que vale para não se querer esconder num qualquer campeonato do leste? Já agora, era só o que faltava e qualquer juiz me daria razão quando colocasse um processo para pedir o reembolso do dinheiro do meu red pass.


Por outro lado, Moutinho roeu a corda e assim o Porto não se vê privado de qualquer jogador. A não ser que vá atrás de um pomar regado a petro-dólares e é menino para isso. Ou seja, ficámos mais fracos em relação ao principal adversário e, quando muito, o Porto terá apenas uma grande dor de cabeça financeira para gerir.

Desta forma, os retoques no plantel para esta época só encontram paralelismo na recuperação artística efectuada por uma idosa em Borja. Em resumo, temos um plantel bastante desequilibrado, com excesso de jogadores nas alas, sem defesa-esquerdo, sem alternativa para defesa-direito e com menos um daqueles jogadores que dão tudo o que têm pelo Benfica, que percebem que jogam pelos adeptos e para os adeptos. Basicamente, perdemos isto:


Embora por razões diferentes, é a primeira vez que a minha mulher fica tão triste quanto eu pela saída de um jogador do plantel. Felicidades Javi, que faças mais grandes épocas, outra grande transferência para gerar mais algum dinheiro ao Benfica e depois que cumpras a promessa de regressar!




  

1 comentário:

  1. A não-venda do Witsel foi mais um truque arquitectado pela SAD com a conivencia dos jornais, de modo a que a Direcção aparecesse no fim a dizer "Estão a ver? Aguentámos o Witsel!!!" como se de uma contratação se tratasse.

    DE resto, analise impecável.

    Abraço

    ASS. Galaad

    ResponderEliminar