16/07/2012

Pré-balanço da pré-época


O dia do regresso de férias nunca é fácil. Mais difícil se torna quando começa com uma notícia sobre a dispensa de Santiago Arias, um dos mais promissores jovens do plantel do Sporting, para o novel Sporting B.

Mas, refletindo mais calmamente, e afastando a sensação de depressão pós-férias, convenhamos que se trata de uma decisão compreensível. Podemos discordar, mas faz sentido.

De forma a facilitar a exposição, permitam-me recuperar o balanço que fiz aqui do que seria a constituição do plantel 2012/2013:

"GR - só Boeck, precisamos de 2 GR (um para disputar o lugar com Boeck, o outro para 3º GR);

DD - Arias, eventualmente Pereirinha, diz-se que Cedric regressa;

DE - Insua e Evaldo

DC - apenas Xandão e Onyewu, como sempre defendi preciamos de 2 centrais;

MC - Rinaudo, Schaars, Elias, André Martins, fala-se do regresso de Adrien, falta claramennte mais 1 médio defensivo;

MO - Matias, fala-se do regresso de Aguiar, Labyad está contratado;

ED - Carrillo, Jeffren pode fazer o lugar, fala-se do regresso de Wilson Eduardo;

EE - Capel, Jeffren também pode fazer o lugar, tal como, caso regresse, Wilson Eduardo - ainda assim, mantendo Jeffren as limitações físicas, seria bom pensar em mais 1 extremo;

AV - Wolfswinkel, Ribas, Rubio, falta mais 1 avançado.

Em suma, temos 23 jogadores para a próxima temporada, e faltam nada menos do que 7 novos jogadores.

Com a equipa B, pode dar para gerir os casos de Rubio, Arias, do 3º GR e do 4º central, mas ainda assim ficariam 26, o que pode determinar as dispensas de Pereirinha e Ribas. Com esses 24 (mais a equipa B), teríamos um plantel equilibrado.
"
Reparem que no final do texto eu próprio admito a possibilidade de gerir Arias através da utilização na equipa B. O plantel principal não precisa de 3 defesas direitos. Bastam 2. E na lógica que venho defendendo aqui, sem beliscar minimamente o potencial de Arias (que considero indiscutível), parece-me razoável que se dê prioridade a Cedric. Porque haveria o titular da seleção portuguesa de sub-20 ficar na equipa B, quando o da seleção colombiana estaria na A? Sá Pinto tomou uma decisão compreensível.

Quanto ao demais, vejamos agora o que tem sido feito até aqui face ao meu anterior balanço:

GR - parece que Patrício fica (excelente notícia) com a concorrência de Boeck. Golas será o titular da equipa B e 3º GR da equipa A - tudo parece fazer sentido, nada a dizer quanto aos GR;

DD - Sá Pinto escolheu CedricPereirinha, Arias será jogador da equipa B ou emprestado - com maior ou menor discussão, aceito a escolha do treinador, como acima disse;

DE - Evaldo foi emprestado ao Coruña, Insua parece estar de pedra e cal (digo "parece" porque desconfio que possam surgir propostas para a sua transferência), não percebo se a nova contratação Pranjic pretende oferecer concorrência ao argentino ou se o Sporting vai ao mercado por um defesa esquerdo (ou contrata Rojo que pode também fazer a posição). Quanto a Pranjic, estranho que um internacional croata de 30 anos que jogava no Bayern venha para o Sporting para ser suplente. Mas pode ser que esteja enganado... Quanto a Turan, será opção na equipa B. Posição em que há ainda indefinição, mas que me parece estar preenchida se o croata - que até diz ser médio - estiver disposto a sentar-se caladinho no banco (complicado)...

DC - Carriço ficou e parece contar para Sá Pinto como central. Restam Xandão e Onyewu, e é necessário, claramente, contratar pelo menos um central. Os jovens Pedro Mendes, Nuno Reis e Tiago Ilori jogarão na equipa B. Ou seja, parece que apenas se irá contratar 1 central. Sinceramente, eu queria 2. Mas ficando Carriço (embora eu já não acredite nas qualidades deste jogador a central) e existindo (aparentemente) confiança de Sá Pinto para a utilização do jogador nessa posição, aceita-se que apenas 1 seja contratado. Discordo, mas aceito;

MDC/MC - Temos Rinaudo, Schaars, Elias, André Martins, Adrien, e foi contratado Gelson. Equilibrado, creio que não precisamos de mais ninguém. E ainda há Izmailov, que no meu anterior post assumi que iria sair. Para mim é médio centro e só deverá ir para a ala se aí não existirem melhores opções;

MO - MatiasLabyad, Luís Aguiar dispensado, Izmailov e André Martins também podem fazer a posição, nada a dizer;

ED - Carrillo, Jeffren, como acima referi Izmailov pode fazer o lugar, regressou Wilson Eduardo;

EE - Capel, Pranjic e Jeffren também podem fazer o lugar, tal como Wilson Eduardo - eu tinha pensado em mais 1 extremo, mas confirmando-se que Pranjic pode jogar aí, dispensa-se ir ao mercado quando temos outras prioridades (o central, em particular, pode ser decisivo);

AV - Wolfswinkel, Rubio, Ribas foi dispensado, Betinho e o craque indiano Sunil Chhetri colocados na equipa B, falta mais 1 avançado.

Contas feitas, a sublinhado estão 24 jogadores e ainda faltam 2 (central e avançado). Eu disse que faltavam 7 jogadores mas, ficando Patrício, Carriço e Izmailov, e estando Gelson e Pranjic contratados, ficam a faltar apenas 2.

Ainda assim, isto significa que vão sair 2 ou 3 jogadores, não duvido. 26 é um plantel excessivo para um clube que tem equipa B. E dos que sublinhei, tirando 2 ou 3 (penso em Cedric e Rubio, eventualmente Wilson Eduardo), ninguém estará disposto a jogar na B, salvo para recuperar de lesões ou situações excecionais.

Seria fantástico que apenas saíssem jogadores que ocupam posições em que haja mais abundância, mas não sei se tal será possível. Creio que o Sporting deve estar a tentar colocar Elias e/ou Izmailov, ou mesmo Matias (não me agrada, mas é o que me parece). A sair alguém, que saia Elias. Mas vamos aguardar.

Por agora, e tirando a dúvida Pranjic, que ninguém percebe para que posição está "pensado", tenho gostado da contenção, do critério rigoroso e do sentido de oportunidade (até na contratação do indiano Chhetri). Muito melhor do que na pré-temporada passada.

Venha, agora, o central de qualidade e pode ser que... Como dizia o Zé Torres, "deixem-me sonhar".

Sem comentários:

Enviar um comentário