18/03/2012

Foi muito bom! Não foi?


Quando na sexta-feira cheguei a casa já sabia o resultado deste Nacional-Porto. Bom resultado! Dever cumprido. Mais um jogo, mais uma vitória. Não se pode vacilar nestes jogos “supostamente” mais fáceis.

Como não vi o jogo tive de recorrer às minhas fontes e todos os comentários foram em direcção de um jogo pior que mau da nossa equipa. Resultado: nem quero ver o jogo!
Se custa ver em directo as fracas e inconstantes exibições dos azuis, ver um jogo destes gravado é masoquismo.

Pelo que tenho lido, o Porto não foi inferior ao Nacional (era o que faltava também) e até teve oportunidades de golo e bolas na trave, mas muitas perdas de bola na Defesa e no Meio Campo (volta Fernando…) reforçam a ideia que esta equipa não está bem. Os pontos de vantagem parece que pesam imenso e fico com a ideia de que fisicamente estamos de rastos. Se juntarmos a isto a falta de opções no meio campo (SIM, já lá não andam Guarin, Souza e Belluschi) resta-nos um final de época de sofrimento físico e psicológico.

Salvou-se (e salvou-nos) o Helton, o sentido de oportunidade de Janko e a capacidade física de Moutinho.

Após o jogo da Luz eram 9 finais. Faltam 7 e já só sobra 1 pontinho. Vai doer!

Enfim, um jogo que não vai ficar na memória.

 
PS: Desta vez o VP não fez a substituição do costume. O Defour entrou de início!

Sem comentários:

Enviar um comentário